Bellucci se mostra confiante antes de duelo na Davis

Às vésperas de mais um duelo com a Rússia pela Copa Davis, Thomaz Bellucci se mostrou confiante nesta terça-feira, ao lado dos companheiros da equipe brasileira, em São José do Rio Preto, sede do confronto válido pela repescagem do Grupo Mundial.

AE, Agência Estado

11 de setembro de 2012 | 20h46

O número 1 do Brasil disse conhecer seus possíveis adversários nas partidas de simples e garantiu que tem boas chances de vitória. "Vão ser jogos duros, já joguei duas vezes com o Andreev e duas com o Bogomolov que eu ainda não venci, mas as condições são mais favoráveis a mim do que para ele e acho que vão ser jogos duros, mas eu tenho chances de vencer os dois", afirmou Bellucci.

"Já conheço muito bem os possíveis adversários, os dois são jogadores muito sólidos no fundo de quadra, gostam de trocar muitas bolas e os dois têm boa direita. Pelo que conheço, o Andreev é especialista no saibro, os melhores resultados dele foram neste piso", reforçou o número 1 do País.

O brasileiro se referia a Alex Bogomolov Jr. e Igor Andreev, escalados inicialmente para os jogos de duplas. A equipe russa, porém, desembarcou no Brasil com mais dois integrantes: Teymuraz Gabashvili e Stanislav Vovkov. Os russos só devem confirmar a escalação dos atletas pouco antes da abertura do confronto, na sexta-feira.

Sem se preocupar com os futuros adversários, Rogério Dutra Silva preferiu mencionar o apoio da torcida brasileira. "Vamos ter a torcida a nosso favor, condições que a gente gosta de jogar. Vamos tentar usar tudo isso a favor da gente e temos grandes chances de sairmos com a vitória", disse Dutra Silva, que disputará seu segundo confronto na Davis. O brasileiro venceu Gabashvili, um dos seus possíveis rivais na Davis, na primeira rodada do US Open, há duas semanas.

Bruno Soares, por sua vez, afirmou que jogará motivado pelo título nas duplas mistas em Nova York. "O título, com certeza, foi muito especial para mim, uma coisa muito bacana, traz uma confiança a mais, uma energia muito positiva para a Copa Davis, que tem o lance de você não estar jogando só por você, mas defendendo o Brasil. Sempre ajuda vir de uma fase boa".

Marcelo Melo, parceiro de Soares no jogo de duplas, também se mostrou empolgado para o duelo. "A gente está amadurecendo, aprendemos muita coisa com as derrotas que a gente teve e acho que esse ano chegou nossa hora de voltar à elite", declarou.

O confronto com a Rússia será uma revanche do ano passado, quando o Brasil foi derrotado pelos mesmos russos nesta mesma fase de repescagem, jogando fora de casa.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisCopa DavisBrasilBellucci

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.