Divulgação
Divulgação

Bellucci sobe para o 63º lugar no ranking após disputar semifinal

Boa campanha em Quito, no Equador, faz brasileiro somar 90 pontos e subir nove posições; Djokovic lidera, seguido por Roger Federer

Estadão Conteúdo

09 de fevereiro de 2015 | 10h09

O brasileiro Thomaz Bellucci se aproximou do grupo dos 60 melhores tenistas do mundo na atualização desta segunda-feira do ranking da ATP após só parar nas semifinais do Torneio de Quito, no Equador. Com a boa campanha, ele ganhou nove posições na lista e alcançou o 63º lugar.

A boa campanha em Quito levou Bellucci a somar 90 pontos. Assim, o melhor tenista do País no ranking mundial chegou aos 771 e ficou a 13 do Top 60. Agora, nesta semana, ele vai participar do Brasil Open, assim como João Souza (110º colocado no ranking) e Guilherme Clezar (223º), ambos garantidos na chave principal que começará nesta segunda-feira em São Paulo. 

Com os principais tenistas de folga na semana seguinte ao Aberto da Austrália, o sérvio Novak Djokovic se manteve na liderança folgada do ranking, com 13.045 pontos, seguido pelo suíço Roger Federer, com 9.205, e pelo espanhol Rafael Nadal, com 5.745. Assim, el atingiu a 133ª semana seguida como número 1 do mundo. 

O britânico Andy Murray é o quarto colocado, à frente do japonês Kei Nishikori, do canadense Milos Raonic e do checo Tomas Berdych. Ainda sem jogar em 2015 por causa de uma lesão, o croata Marin Cilic caiu duas posições no ranking e agora é o décimo colocado, tendo sido ultrapassado pelo suíço Stan Wawrinka e pelo espanhol David Ferrer. 

Campeão do Torneio de Montpellier, o francês Richard Gasquet subiu quatro posições no ranking e agora ocupa a 24ª colocação. O espanhol Guillermo García-López ascendeu seis postos e está em 27º lugar após levar a taça do Torneio de Zagreb. 

Já o dominicano Victor Estrella Burgos, que derrotou Bellucci nas semifinais e foi campeão em Quito, saltou 21 posições e atingiu a 52ª colocação após faturar o primeiro título da sua carreira. 

Confira o ranking da ATP:

1.º - Novak Djokovic (SER) - 13.045 pontos

2.º - Roger Federer (SUI) - 9.205

3.º - Rafael Nadal (ESP) - 5.745

4.º - Andy Murray (GBR) - 5.460

5.º - Kei Nishikori (JAP) - 5.205

6.º - Milos Raonic (CAN) - 4.845

7.º - Tomas Berdych (RCH) - 4.660

8.º - Stan Wawrinka (SUI) - 4.050

9.º - David Ferrer (ESP) - 3.965

10.º - Marin Cilic (CRO) - 3.945

11.º - Grigor Dimitrov (BUL) - 3.465

12.º - Jo-Wilfried Tsonga (FRA) - 2.520

13.º - Ernests Gulbis (LET) - 2.420

14.º - Feliciano López (ESP) - 2.325

15.º - Kevin Anderson (AFS) - 2.125

16.º - Roberto Bautista (ESP) - 1.975

17.º - Tommy Robredo (ESP) - 1.845

18.º - John Isner (EUA) - 1.765

19.º - Gilles Simon (FRA) - 1.755

20.º - David Goffin (BEL) - 1.659

63.º - Thomaz Bellucci (BRA) - 771

110.º - João Souza (BRA) - 494

172.º - André Ghem (BRA) - 295

216.º - Fabiano de Paula (BRA) - 224

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.