Arquivo/AE
Arquivo/AE

Bellucci vai à semifinal do Challenger de São Paulo

Tenista paulista bate o chileno Nicolas Massu e fica mais perto de entrar no top 40 do ranking da ATP

Agência Estado,

30 de outubro de 2009 | 22h38

O brasileiro Thomaz Bellucci não se intimidou diante do experiente chileno Nicolas Massu, nesta sexta-feira, e garantiu vaga na semifinal do Torneio Challenger de São Paulo. O tenista número 1 do Brasil venceu o duelo por 2 sets a 0 - com parciais de 6/2 e 6/3, em 1 hora e 21 minutos.

 

Neste sábado, a partir das 12 horas, Bellucci terá pela frente o espanhol David Marrero, 188.º colocado do ranking mundial da ATP, que eliminou o brasileiro Franco Ferreiro ao fazer 2 sets a 1 - com parciais de 6/1, 3/6 e 7/5.

 

Com mais esta vitória, o número 1 do Brasil aumentou as chances de ficar entre os 40 melhores do mundo na lista que será divulgada pela ATP na próxima segunda. Será a primeira vez que Bellucci, atual número 43, poderá entrar no top 40.

 

O brasileiro não precisou fazer grande esforço para ficar mais perto do título em São Paulo. Nesta sexta, ele superou o campeão olímpico Massu (Atenas-2004) mesmo sem mostrar bom desempenho no saque. Acertou apenas cinco aces e teve aproveitamento de 53% dos pontos quando jogou com o primeiro serviço.

 

Bellucci também contou com os erros do adversário para avançar na competição. O chileno, que cometeu seis duplas faltas, chegou a ter oito chances para quebrar o serviço do brasileiro, mas falhou em todas as tentativas. Já Bellucci obteve quatro quebras e não deu chance ao oponente.

 

A outra semifinal em São Paulo terá o espanhol Santiago Ventura e o equatoriano Nicolas Lapentti. Ventura eliminou o brasileiro Júlio Silva por 2 sets a 1 - com parciais de 6/4, 3/6 e 7/6 (8/6), após um duelo de 2 horas e 54 minutos. Já Lapentti passou pelo argentino Juan Ignacio Chela também por 2 a 1 - parciais de 6/2, 2/6 e 6/4.

Tudo o que sabemos sobre:
ATPThomaz Bellucci

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.