Jerry Lai/USA Today Sports
Jerry Lai/USA Today Sports

Bellucci vence e vai à terceira rodada do US Open pela primeira vez

Brasileiro arrasa Yoshihito Nishioka por 3 sets a 0 e faz até 'pneu'

Estadão Conteúdo

03 de setembro de 2015 | 14h17

O brasileiro Thomaz Bellucci mostrou que vive mesmo boa fase e se garantiu na terceira rodada do US Open pela primeira vez na carreira. Nesta quinta-feira, o número 30 do ranking mundial não teve maiores dificuldades para bater o japonês Yoshihito Nishioka por 3 sets a 0, com direito a "pneu", parciais de 6/0, 6/3 e 6/4.

Bellucci precisou de somente 1h40min de jogo para eliminar o jovem japonês de 19 anos, 128.º do ranking. Agora, no entanto, pode ter confronto duríssimo pela frente, já que duelará com o vencedor do jogo entre o britânico Andy Murray, número 3 do mundo, e o francês Adrian Mannarino.

Em busca de uma inédita terceira rodada do Grand Slam norte-americano, Bellucci teve o melhor início possível nesta quinta-feira. Contundente, impôs seu estilo de golpes firmes e não deu chances a Nishioka no primeiro set. Foram três quebras na sequência para o brasileiro, que fechou com tranquilidade.

A segunda parcial foi um pouco mais complicada, mas Bellucci seguia demonstrando superioridade diante da promessa japonesa. De tanto insistir, aproveitou um break point no quinto game para passar à frente. Depois, conseguiu mais uma quebra no nono game para garantir o triunfo.

Somente no terceiro set o brasileiro caiu de produção e foi quebrado logo de cara. A parcial, aliás, foi uma verdadeira "montanha-russa", já que no quinto game Bellucci devolveu a quebra e no oitavo abriu 5 a 3. Quando sacaria para fechar, foi a vez dele ceder o game em seu serviço, mas só para adiar o triunfo, que veio na sequência, no saque de Nishioka.

Apesar da oscilação no terceiro set, o saque foi uma das armas de Bellucci que encaixou 15 aces, contra um de Nishioka. O brasileiro ainda emendou 43 golpes vencedores, contra seis do rival, que mascararam os 41 erros não forçados dele.

DUPLAS

Na chave de duplas, o Brasil não deu a mesma sorte e viu mais um tenista cair. Depois de Marcelo Melo e André Sá, foi a vez de Bruno Soares ser eliminado. Ele e o austríaco Alexander Peya foram surpreendidos e batidos facilmente pelo canadense Adil Shamasdin e o austríaco Philipp Oswald, por 2 sets a 0, com duplo 6/3.

Mesmo favoritos, os cabeças de chave número 10 não se encontraram na partida e, assim, se tornaram presas fáceis para Shamasdin e Oswald. Desta forma, os únicos representantes brasileiros nas duplas são Thomaz Bellucci e Marcelo Demoliner, que estrearam com vitória e estão na segunda rodada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.