Divulgação
Divulgação

Bellucci vence e Feijão derrapa na estreia do Torneio de Gstaad

Número 1 do Brasil diz se sentir em casa na Suíça

Estadão Conteúdo

28 de julho de 2015 | 09h21

Duas vezes campeão do Torneio de Gstaad, Thomaz Bellucci começou bem sua caminhada nesta edição do ATP 250 suíço. O tenista número 1 do Brasil venceu o belga Kimmer Coppejans por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 6/3, nesta terça-feira, em sua estreia na competição realizada em quadras de saibro. 

Atual 39ª colocado do ranking mundial, Bellucci avançou à segunda rodada e já sabe quem será o seu próximo adversário. Trata-se do francês Stephane Robert, apenas o 375º da listagem da ATP, que surpreendeu o brasileiro João Souza, o Feijão, hoje o 86º do mundo, com parciais de 6/1 e 6/4.

"Me sinto em casa aqui em Gstaad, na Suíça", brincou Bellucci, que também conquistou o título do ATP de Genebra este ano. "Foi uma boa estreia. Era um jogo complicado, mas me mantive firme do começo ao fim e joguei bem na hora que tinha que jogar", afirmou Bellucci. "O Robert fez um bom jogo contra o Feijão. É um jogo que o saque vai fazer a diferença. Vou tentar sacar com uma porcentagem alta de primeiros saques para tomar a iniciativa da maioria dos pontos."

Campeão em Gstaad em 2009 e 2012, Bellucci precisou de uma hora e 15 minutos em quadra para confirmar o seu favoritismo diante do atual 104º da ATP. Com 79% do aproveitamento dos pontos que disputou com o seu primeiro saque, o tenista paulista não teve o seu serviço quebrado por nenhuma vez na partida e ainda converteu três de seis break points cedidos pelo rival belga para encaminhar seu triunfo em sets diretos.

E Bellucci tinha tudo para travar um duelo brasileiro com Feijão na segunda rodada de Gstaad, mas o seu compatriota deu continuidade à péssima fase que vive. Antes de cair diante do azarão Stephane Robert nesta terça, ele havia sido eliminado nas estreias do Torneio de Bastad, na Suécia, e no Challenger de Poznan, na Polônia, também diante de rivais de ranking bem inferior.

Agora Feijão acumula 14 derrotas e apenas sete vitórias nesta temporada, sendo que neste último revés o brasileiro foi superado por um veterano adversário de 35 anos. O brasileiro teve o saque quebrado por quatro vezes pelo rival e converteu o único break point que conseguiu em todo o duelo, sendo que no set inicial converteu apenas 46% dos pontos que disputou quando encaixou o seu primeiro serviço.

Em outro duelo já encerrado nesta terça em Gstaad, o alemão Julian Reister contou com a desistência do esloveno Blaz Kavcic quando vencia o segundo set por 2/0, depois de ter caído por 6/4 na primeira parcial. Assim, ele se credenciou para encarar o espanhol Feliciano López, segundo cabeça de chave, que já estreará direto na segunda rodada. 

Já o colombiano Santiago Giraldo confirmou com tranquilidade a sua condição de oitavo cabeça de chave em Gstaad ao estrear com vitória sobre o italiano Paolo Lorenzi, batido por 6/3 e 6/2. Assim, o tenista sul-americano se garantiu na segunda rodada e terá pela frente o ganhador da partida entre o turco Marsel Ilhan e o russo Andrey Kuznetsov, também programada para esta terça.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.