Wilfredo Lee/AP
Wilfredo Lee/AP

Bellucci vence Hewitt, encerra jejum e avança no Masters de Miami

Brasileiro ganha por 2 sets a 1, com parciais de 7/5, 6/7 (2/7) e 6/4

Estadão Conteúdo

27 Março 2015 | 09h04

Thomaz Bellucci sofreu, mas acabou encerrando um incômodo jejum de oito jogos sem vitórias ao bater o australiano Lleyton Hewitt, ex-líder do ranking mundial, por 2 sets a 1, com parciais de 7/5, 6/7 (2/7) e 6/4, em sua estreia no Masters 1000 de Miami. O brasileiro precisou jogar duas horas e 58 minutos para superar o experiente rival, hoje o 107º tenista da ATP, em jogo encerrado na madrugada desta sexta-feira, e ir à segunda rodada do importante torneio norte-americano.

Com o triunfo neste que foi o seu primeiro confronto diante de Hewitt, Bellucci se credenciou para enfrentar na próxima fase o uruguaio Pablo Cuevas, que como 19º cabeça de chave da competição já estreia direto na segunda rodada.

Atual 21º colocado do ranking mundial, Cuevas derrotou Bellucci nos dois duelos que fez com o brasileiro até hoje, primeiro em Estoril, em Portugal, em 2011, e depois em Buenos Aires, na Argentina, em 2013. Estes dois jogos foram em piso de saibro.

Bellucci, por sinal, não ganhava uma partida no circuito profissional desde o dia 6 de fevereiro, quando avançou às semifinais do Torneio de Quito com uma vitória sobre o espanhol Albert Montanes. Depois daquele confronto, perdeu na semifinal do ATP equatoriano, caiu na estreia de quatro torneios (Brasil Open, Rio Open, Torneio de Buenos Aires e Indian Wells) e ainda sofreu duas derrotas no confronto diante da Argentina na Copa Davis.

Agora, porém, o atual 81º tenista do mundo e número 2 do Brasil finalmente reencontrou o caminho das vitórias. Diante de Hewitt, voltou a cometer os erros que vêm marcando a sua temporada (foram 71 ao total), mas mesmo assim venceu. No primeiro set, ele aproveitou as duas chances que teve de quebrar o saque do australiano, que converteu apenas um de cinco break points e assim caiu por 7/5.

Já na segunda parcial, os dois tenistas confirmaram todos os seus serviços e forçaram a disputa do tie-break, no qual Hewitt foi bem melhor e empatou o jogo ao fazer 7/2.

No derradeiro terceiro set, o australiano chegou a quebrar o saque de Bellucci por duas vezes, mas o brasileiro converteu três de quatro break points para fechar o jogo em 6/4.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.