Berdych abandona e Djokovic vai à final em Cincinnati

Número 1 do mundo, o sérvio Novak Djokovic tomou um susto neste sábado, mas contou com a sorte para avançar à decisão do Masters 1000 de Cincinnati. Depois de perder o primeiro set por 7/5, o checo Tomas Berdych voltou a sentir uma pequena contusão no ombro - que já o havia perturbado na vitória sobre Roger Federer, na sexta-feira - e abandonou a semifinal.

AE, Agência Estado

20 de agosto de 2011 | 18h19

Na decisão, Djokovic terá difícil confronto diante do britânico Andy Murray, quarto do ranking mundial, que passou também neste sábado pelo norte-americano Mardy Fish por 2 a 0. Djokovic e Murray já se enfrentaram nove vezes, com seis vitórias para o sérvio.

Mesmo com a impressionante campanha no ano, agora de 57 vitórias em 58 jogos, Djokovic começou em ritmo lento, foi quebrado e permitiu que o adversário abrisse 5/3. Após confirmar seu serviço, o líder do ranking quebrou o saque de Berdych em uma dupla falta, empatando o jogo. A partir daí, o sérvio dominou e rapidamente fechou em 7/5. E o checo, preferindo se poupar para o US Open, último Grand Slam do ano que começa em 29 de agosto, desistiu do confronto.

Esta é a 10.ª final de Djokovic na temporada em 11 torneios disputados - sua única derrota foi para o suíço Roger Federer na semifinal de Roland Garros. O sérvio também ganhou todas as 33 partidas que disputou em quadra rápida.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.