Jayne Kamin-Oncea/USA TODAY Sports
Jayne Kamin-Oncea/USA TODAY Sports

Berrettini avança pela 1° vez às oitavas e sonha quebrar tabu em Indian Wells

Italiano despachou o sul-africano Lloyd Harris por 6/4 e 7/5

Redação, Estadão Conteúdo

15 de março de 2022 | 22h59

Matteo Berrettini está disputando o Masters 1000 de Indian Wells pela quarta vez na carreira e, finalmente, conseguiu alcançar as oitavas de final do prestigiado torneio dos Estados Unidos. Querendo acabar com a fama de azarado na competição, o italiano espera ir ainda mais longe e quebrar o tabu para erguer o troféu da competição.

A vitória na terceira rodada do torneio não foi fácil, apesar de ter vindo em apenas dois sets. O sul-africano Lloyd Harris deu bastante trabalho ao cabeça de chave 6 de Indian Wells. Mas acabou derrotado para um seguro Berrettini por 6/4 e 7/5.

"Significa muito (essa vitória), pois gosto muito daqui", afirmou o italiano na quadra 2 logo após o nono triunfo em 2022. "Gosto das condições, mas por algum motivo nunca consegui jogar meu melhor tênis aqui. Estou feliz com meu desempenho de hoje. Lloyd é um jogador duro, servindo muito bem, então é bom, pela primeira vez na quarta rodada. A cada ano estou melhorando, então espero que este seja o mais longo", previu.

Nas oitavas de final o italiano terá pela frente o sérvio Miomir Kecmanovic, 61 do mundo, que bateu o holandês Botic van de Zandschulp por 7/6 (7/3) e 7/5.

Depois de fazer 6/4 no primeiro set sem sustos, Berrettini começou muito mal a segunda parcial e viu Lloyd abrir 5 a 2. O italiano salvou três set points, dois no game oito e um no seguinte e conseguiu emplacar cinco pontos seguidos para virar a parcial e fechar com saque perfeito no 12° game.

"Fiquei um pouco nervoso comigo mesmo. Não gostei da maneira como lidei com os primeiros games do segundo set, então deixei a raiva sair um pouco", avaliou Berrettini. "Às vezes é útil. Estava sentindo muita raiva, mas concentrei e então encontrei o equilíbrio certo para quebrá-lo no momento importante. Depois senti o impulso e acho que joguei melhor que ele."

A alegria do americano Tommy Paul por eliminar o favorito Alexander Zverev acabou nesta terça-feira com eliminação diante de Alex de Minaur por 7/6 (7/2) e 6/4. Já o compatriota John Isner foi mais competente e avançou aos oitavas ao bater o argentino Diego Schwartzman por 7/5 e 6/3. Cabeça de chave 11, o polonês Hubert Hurkacz também teve pela frente um tenista local. E levou a melhor. Bateu Steve Johnson por 7/6 (9/7) e 6/3.

VIRADA POLONESA NO FEMININO

Se Hurkacz ganhou bem, a também polonesa Iga Swiatek teve mais trabalho nesta terça-feira pelo torneio feminino em Indian Wells. A cabeça 3 perdeu o primeiro set para a alemã Angelique Kerber por 6/4. Mas depois se impôs e virou com 6/2 e 6/3.

A grega Maria Sakkari, sexta favorita, quase não suou em seu duelo das oitavas de final. Ela vencia Daria Saville por 4 a 1 quando a australiana se machucou e abandonou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.