Mark Brown/ AFP
Mark Brown/ AFP

Bia Haddad busca bela virada sobre Maria Sakkari, número 3 do mundo, em Miami

Tenista brasileira surpreende novamente, vence por 2 sets a 1 e alcançará sua melhor posição no ranking WTA

Redação, Estadão Conteúdo

25 de março de 2022 | 19h12

A sexta-feira no WTA 1000 de Miami é mais um dia para entrar na história de Beatriz Haddad Maia, a Bia Haddad. Cada vez melhor no circuito mundial, a brasileira somou sua terceira vitória contra tenistas do Top 10 mundial com imponente virada sobre a grega Maria Sakkari, número 3 do mundo, por 4/6, 6/1 e 6/2 pela segunda rodada.

Há poucos dias, a grega decidia Indian Wells contra a polonesa Iga Swiatek. Acabou derrotada, mas vinha de sequência de resultados importantes que a levou para sua melhor colocação do ranking na história.

O triunfo de Bia Haddad vai garantir a ela sua melhor posição do ranking da vida também. Atualmente ela figura em 62° do mundo, mas ao avançar ao menos à terceira rodada em Miami, já vai fazer história nos Estados Unidos.

No país no ano passado, mas em Indian Wells, a brasileira também ganhou de uma número 3 do mundo. Na ocasião, passou pela checa Karolina Pliskova. A outra Top 10 superada por ela foi em 2019, quando eliminou a americana Sloane Stephens, número 4, em Acapulco. Naquele ano ela ainda bateu a espanhola Garbiñe Muguruza, ex-número 1 e já em queda no ranking, em Wimbledon.

Bia Haddad começou o jogo nervosa nesta sexta-feira e foi logo perdendo o serviço. Recuperou a quebra no quarto game e logo depois cedeu novamente o saque. Trocaram pontos a partir daí e a grega aproveitou o segundo set point para fechar em 6/4.

A brasileira recuperou a força após o primeiro set e mandou no jogo dali em diante. Com cinco pontos seguidos e sem deixar a rival reagir, igualou a partida com imponente 6/1 na segunda parcial. Acostumada a triunfos de virada, ela manteve a concentração no terceiro e decisivo set.

Sakkari não conseguia repetir a boa atuação do primeiro set e foi logo sofrendo quebras. Bia Haddad estava bastante empolgada e logo abriu 5/1. A grega ainda fez mais um game, porém nada pôde fazer no serviço da brasileira, que festejou muito o 6/2 e a virada.

Demais resultados: Petra Kvitova fez 6/1, 3/6 e 6/3 em Clara Burel, Jéssica Pegula passou por Sloane Stephens, com 6/1 e 6/4 e Elena Rybakina bateu Elena Ruse com 6/4 e 7/5.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.