Bia Haddad Maia sofre, mas vence na 1ª rodada e avança em Bogotá

Bia Haddad Maia estreou na chave principal do Torneio de Bogotá, na Colômbia, com uma vitória sofrida nesta segunda-feira. A jovem tenista, de apenas 18 anos, precisou de 2h21min para superar a local Maria Fernanda Herazo Gonzalez por 2 sets a 1, com parciais de 6/3, 2/6 e 7/6 (7/2).

Estadão Conteúdo

13 de abril de 2015 | 19h41

Na segunda rodada, equivalente às oitavas de final, a tenista número dois do Brasil vai enfrentar Lourdes Dominguez Lino. Veterana, a espanhola de 34 anos avançou ao superar a norte-americana Shelby Rogers por 6/3 e 6/2.

Dominguez Lino ocupa atualmente a posição de número 120 do ranking, contra a 190ª colocação da brasileira, que alcançou nesta segunda sua melhor posição na carreira. Em bom momento na temporada, Bia alcançou a chave principal de Bogotá após furar o qualifying, com duas vitórias seguidas.

Nesta segunda, Bia e Dominguez Lino fizeram um duelo irregular, de muita oscilação no saque. A espanhola levou a pior no fundamento ao registrar oito duplas faltas, contra apenas duas da brasileira. Os vacilos no serviço de ambas as tenistas custaram cinco quebras de saque para cada uma.

A brasileira começou melhor ao faturar duas quebras no set inicial, sem ter seu serviço ameaçado. A situação se inverteu na segunda parcial. Com duas quebras e sem sofrer ameaças, a espanhola empatou a partida.

Embalada, Dominguez Lino foi superior no início do terceiro set. Chegou a estar com uma quebra de vantagem por três vezes e sacou duas vezes para fechar o jogo, sem sucesso. Bia, então, cresceu no confronto, buscou a igualdade e foi soberana no decisivo tie-break.

Bia não é a única brasileira na chave colombiana. Teliana Pereira, campeã do ITF de Medellín no domingo, entrou direto na chave principal. Ela estreará contra a experiente italiana Francesca Schiavone nesta terça-feira.

Ainda nesta segunda também avançaram em Bogotá as alemãs Tatjana Maria e Dinah Pfizenmaier, a ucraniana Elina Svitolina e a israelense Julia Glushko.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.