Will Oliver/EFE
Will Oliver/EFE

Bia Haddad supera suíça e disputa 1ª final em Portugal desde a volta ao circuito

Adversária na decisão será a britânica Jodie Anna Burrage, número 289 do mundo e principal favorita da competição

Redação, Estadão Conteúdo

05 de setembro de 2020 | 14h25

Em seu primeiro torneio após 13 meses de ausência no circuito profissional, Beatriz Haddad Maia disputará o título. A principal tenista de simples do Brasil superou a suíça Ylena In-Albon (238ª, do ranking da WTA) por 7/6 (7/5) e 6/2, e vai disputar a final no saibro do ITF de Montemor-O-Novo, em Portugal.

A brasileira saiu atrás na primeira parcial e viu a adversária abrir 5/1 e sacar para o set, mas mostrou poder de reação e conseguiu se recuperar no duelo. Ela venceu após 1h57 de jogo e vai disputar seu primeiro título desde que retornou ao circuito.

"Hoje eu joguei sólida, sacando bem, positiva e sempre buscando o jogo. Durante todo o momento em que estive atrás segui pensando em coisas boas e não deixei me abalar. Eu me preocupei em jogar cada ponto. Estava muito motivada, só pensava em fazer o meu melhor e foi o que mais me ajudou durante esta semana", analisou Bia Haddad.

Sua adversária na final será a britânica Jodie Anna Burrage, número 289 do mundo e principal favorita da competição. Será a primeira vez que as tenistas se enfrentarão no circuito.

Nas duplas, Bia e a portuguesa Maria Inês Fonte encerraram a sua participação na semifinal. Elas caíram para a parceria formada por sua adversária da final de simples e pela também britânica Olivia Nicholls.

Beatriz Haddad Maia, que já chegou a ser a 58ª colocada no ranking mundial, ocupa a 1.342ª posição. Com a punição de 10 meses por doping e a paralisação do circuito por conta da pandemia de covid-19, ela ficou afastada das quadras por mais de um ano. Agora, tem de jogar torneios menores para poder, no futuro, voltar a disputar Grand Slams, como o US Open, que está em andamento em Nova York.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisBia Haddad

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.