Divulgação
Divulgação

Bia perde match points, leva virada e abandona no Rio Open

Pelo forte calor, Haddad desiste da partida no terceiro set; brasileira volta à quadra hoje para semi de duplas ao lado de Teliana Pereira

Estadão Conteúdo

20 de fevereiro de 2015 | 16h13

Bia Haddad Maia esteve perto de obter um grande feito em sua carreira nesta sexta-feira. Única brasileira viva na chave do Rio Open, a tenista surpreendeu ao exibir grande performance e ameaçar a italiana Sara Errani, grande favorita ao título. Bia chegou a ter três match points, mas desperdiçou suas chances e acabou sucumbindo ao calor no terceiro set, quando abandonou. O placar marcava 6/3, 6/7 (2/7) e 3/0, em 2h17min de partida.

Apesar da derrota nas quartas de final, Bia pode comemorar seu melhor resultado na carreira. A jovem tenista, de apenas 18 anos, nunca tinha vencido uma partida em torneio da WTA. No Rio, ela não apenas faturou a primeira vitória como também venceu a segunda e quase emplacou a terceira, diante de Sara Errani, ex-número 5 do mundo e finalista em Roland Garros, em 2012.

Com esta sequência de resultados, a brasileira deve ascender no próximo ranking da WTA. Atual 234ª do mundo, Bia deve entrar no Top 200 pela primeira vez na carreira. Já a italiana vai encarar na semifinal a sueca Johanna Larsson, que avançou ao eliminar a alemã Dinah Pfizenmaier por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 6/0.

Depois deste jogo de simples, Bia entrará em quadra novamente mais tarde para jogar na chave de duplas ao lado de Teliana Pereira. Na semifinal, as brasileiras vão duelar com a belga Ysaline Bonaventure e a sueca Rebecca Peterson.

O JOGO

Bia Haddad fez um início de jogo fulminante. Tirando vantagem da lentidão da rival, faturou duas quebras de saque em sequência e abriu um surpreendente 4/0 no placar. Errani esboçou reação ao devolver uma das quebras, mas não manteve o ritmo e viu a brasileira fechar o set.

Depois de uma primeira parcial inesperada, as duas tenistas protagonizaram um festival de quebras no segundo set. Elas se alternaram no placar até que Bia teve a chance de sacar para fechar o jogo, sem sucesso. Errani devolveu a quebra e manteve o equilíbrio.

Mas Bia voltou à carga e serviu para fechar novamente, quando liderava por 6/5. Ao todo desperdiçou três match points. A italiana levou o duelo para o tie-break, venceu o set e empatou a partida.

O forte revés abalou a brasileira, que já sofria com o calor escaldante em quadra. A sensação térmica alcançava 40 graus. Ao voltar para a quadra, Bia não resistiu ao melhor ritmo da italiana e perdeu os três primeiros games. Demonstrando forte cansaço, ela pediu atendimento médico em quadra e não conseguiu voltar para o jogo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.