CBT/Site oficial
CBT/Site oficial

Brasil fica sem vaga direta nas chaves de simples do Aberto da Austrália

Thiago Monteiro, Rogério Dutra, Thomaz Bellucci e Beatriz Haddad terão que disputar qualifying

Estadão Conteúdo

05 Dezembro 2018 | 10h10

O Brasil não terá representantes garantidos diretamente nas chaves de simples do Aberto da Austrália, no próximo mês. Thiago Monteiro, Rogério Dutra Silva, Thomaz Bellucci e Beatriz Haddad Maia terão que disputar o qualifying para tentar a vaga na chave principal do primeiro Grand Slam do ano, que terá início no dia 14 de janeiro.

O quarteto ficou de fora da lista divulgada pelos organizadores do torneio australiano por terem ranking acima do número de corte. No feminino, a última tenista a entrar é a norte-americana CoCo Vandeweghe, atual 102ª do ranking. No masculino, trata-se do italiano Thomas Fabbiano, que ocupa a mesma posição.

Bia Haddad é a atual 187ª do mundo, enquanto Monteiro (123º), Rogerinho (165º) e Bellucci (242º) seguem fora do Top 120. Na edição do Aberto da Austrália deste ano, somente Rogerinho e Bia conseguiram entrar direto na chave principal. Monteiro precisou passar pelo quali e Bellucci estava afastado para cumprir suspensão por doping. Em 2019, o qualifying terá início no dia 8 de janeiro.

No masculino, os principais tenistas do mundo garantiram presença na chave principal. A lista é liderada pelo sérvio Novak Djokovic, atual número 1 do mundo. O espanhol Rafael Nadal e o suíço Roger Federer, atual bicampeão, também entraram, assim como o escocês Andy Murray. Atual 259º do mundo, ele entrou com o ranking protegido. O mesmo acontece com o sérvio Janko Tipsarevic e o belga Steve Darcis.

No feminino, a romena Simona Halep, líder do ranking e atual vice-campeã em Melbourne, encabeça a lista. Também se destacam na relação a dinamarquesa Caroline Wozniacki, atual campeã, e a norte-americana Serena Williams, que voltará ao torneio após se ausentar neste ano porque ainda recuperava a forma física e técnica na sequência do nascimento de sua primeira filha.

Uma das baixas certas na chave feminina é a da polonesa Agnieszka Radwanska, que anunciou recentemente a sua aposentadoria do circuito. Com ranking protegidos, entraram diretamente na chave a suíça Timea Bacsinszky, a alemã Laura Siegemund e a norte-americana Bethanie Mattek-Sands.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.