Evelson de Freitas/Estadão
Evelson de Freitas/Estadão

Brasil não será cabeça de chave em sorteio da repescagem da Copa Davis

País cai de 15º para 17º no ranking da ATP e pode pegar uma nação mais forte

AE, Agência Estado

08 de abril de 2013 | 10h29

LONDRES - A Federação Internacional de Tênis (ITF, na sigla em inglês) atualizou nesta segunda-feira o ranking mundial de países da Copa Davis, no qual o Brasil acabou caindo duas posições. E a queda do 15.º para o 17.º posto fará o País ficar fora do grupo de cabeças de chave do sorteio da repescagem da competição.

Sem figurar como cabeça de chave, o time nacional comandado pelo capitão João Zwetsch corre o risco de enfrentar uma nação mais forte do que a inicialmente esperada no confronto no qual lutará para retornar à elite da Davis. Em seu retorno ao Grupo Mundial, o Brasil caiu por 3 a 2 diante dos Estados Unidos, no início de fevereiro, fora de casa, e agora espera pela definição do seu adversário na repescagem.

O Brasil acabou caindo no ranking da Davis por causa da ascensão de Bélgica, Austrália e Japão, agora respectivos 14.º, 15.º e 16.º colocados. Em compensação, o País poderia estar em um posto ainda pior, pois Israel despencou seis postos e passou a figurar na 18.ª posição.

Entre os possíveis rivais do Brasil na repescagem da Davis está a poderosa Espanha, que nesta segunda-feira foi ultrapassada pela República Checa no ranking da competição. Atuais campeões e garantidos na semifinal do Grupo Mundial, os checos assumiram a liderança, enquanto os espanhóis caíram para o segundo lugar.

Áustria, Croácia, Suíça, Alemanha, Austrália, Bélgica e Japão, que serão cabeças de chave no sorteio da repescagem, são outros possíveis rivais do Brasil. Fora do grupos dos favoritos no sorteio, os brasileiros ao menos já sabem que diante de espanhóis, austríacos, croatas, suíços e belgas terão a vantagem de atuar em casa, tendo em vista que os últimos confrontos contra estes países foram no exterior.

Já diante de Alemanha ou Austrália o Brasil terá de atuar fora de casa. Apenas um eventual duelo com o Japão obrigaria a realização de um sorteio para definir o país do confronto, pois as duas nações nunca se enfrentaram na história da Davis.

Os duelos da repescagem para o Grupo Mundial da Davis serão realizados entre os dias 13 e 15 de setembro. O sorteio que definirá os confrontos deste playoff acontecerá nesta quarta-feira, às 7 horas (horário de Brasília).

Tudo o que sabemos sobre:
tênisCopa DavisBrasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.