Brasil perde da Argentina, é eliminado na Fed Cup e corre risco de rebaixamento

Elenco brasileiro venceu apenas uma partida em três disputadas

Estadão Conteudo

09 Fevereiro 2017 | 22h42

O Brasil já está eliminado no Zonal Americano I (terceira divisão) da Fed Cup, versão feminina da Copa Davis, que está sendo realizado em Metepec, no México. Nesta quinta-feira, pela quarta rodada do Grupo B, o time brasileiro foi derrotado por 2 a 1 pela Argentina e, faltando apenas mais uma rodada, não tem mais chances de avançar para a final do Zonal, que classifica um país para os playoffs do Grupo Mundial II. Pior, ainda corre o risco de rebaixamento.

Em três confrontos até agora, o Brasil ganhou apenas um e está na quarta colocação. Já não alcança mais a Argentina, que chegou à sua terceira vitória em quatro duelos. Nesta sexta-feira, as brasileiras encaram o Chile, que ainda briga pela classificação à final. Se perderam, terão que disputar a permanência no Zonal Americano I contra um país do Grupo A, que pode ser Venezuela ou Bolívia.

Nesta quinta-feira, no primeiro jogo do dia, Gabriela Cé foi derrotada com facilidade por Nadia Podoroska por 2 sets a 0 - com parciais de 6/3 e 6/4, em 1 hora e 18 minutos. Na sequência, Teliana Pereira se superou para ganhar de virada de Catalina Pella por 2 a 1 - parciais de 3/6, 6/4 e 6/2, em 1 hora e 58 minutos.

A decisão do confronto, então, ficou para o jogo de duplas. O Brasil jogou com Gabriela Cé e Teliana Pereira e a Argentina pode colocar a descansada Maria Irigoyen junto com Catalina Pella. A parte física fez a diferença, especialmente no terceiro e decisivo set. As argentinas ganharam por 2 a 1 - parciais de 6/2, 3/6 e 6/3, em 1 hora e 51 minutos - e eliminaram as brasileiras.

Mais conteúdo sobre:
Tênis tênis Fed Cup

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.