Brasileiras caem logo na primeira rodada do Rio Open

O tênis feminino do Brasil, que vive um bom momento com os bons resultados de Teliana Pereira - atual número 98 do mundo - e conseguiu uma histórica classificação na Fed Cup, não começou bem a disputa do Rio Open, torneio da série WTA International, que estreia nesta semana no circuito profissional. As convidadas Bia Haddad Maia e Laura Pigossi perderam logo na primeira rodada.

AE, Agência Estado

17 de fevereiro de 2014 | 21h25

À tarde, Laura, apenas a 264.ª colocada no ranking da WTA, foi facilmente batida pela espanhola Silvia Soler-Espinosa, número 77 do mundo, por 2 sets a 0 - com parciais de 6/0 e 6/1, em apenas 58 minutos. Na segunda rodada, a tenista da Espanha terá pela frente a vencedora do duelo entre a checa Klara Zakopalova, cabeça de chave número 1, e a colombiana Mariana Duque-Marino.

Na sequência, Bia Haddad Maia entrou na quadra central e mostrou um bom jogo diante da polonesa Katarzina Piter. Apesar de ter perdido com um duplo 6/3, a brasileira, que ocupa a posição de número 287 no ranking, deu trabalho contra a tenista da Polônia, atual 110.ª colocada. O jogo, com duração de 1 hora e 27 minutos, teve uma interrupção de 40 minutos durante o segundo set por causa de uma forte chuva.

Nesta terça, a maior esperança brasileira entra em quadra. Teliana Pereira tentará mostrar que segue em boa fase contra a romena Alexandra Cadantu, cabeça de chave número 4 e atual 60.ª colocada no ranking da WTA.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.