Karl-Josef Hildenbrand/AP
Karl-Josef Hildenbrand/AP

Brasileiros exaltam força dos rivais na Copa Davis

Thomaz Bellucci e Rogerinho perderam para a Alemanha nos playoffs

AE, Agência Estado

13 de setembro de 2013 | 16h50

NEU-ULM - Depois de duas derrotas no primeiro dia de confronto com a Alemanha nos playoffs do Grupo Mundial da Copa Davis, nesta sexta-feira, na cidade alemã de Neu-Ulm, os tenistas brasileiros ficaram resignados com a superioridade dos adversários. Thomaz Bellucci e Rogério Dutra Silva admitiram que não tiveram muito o que fazer diante da força dos rivais em quadra.

A Alemanha abriu 2 a 0 e agora depende de mais uma vitória para fechar o confronto, que pode vir já neste sábado, quando acontece o jogo de duplas - os brasileiros Bruno Soares e Marcelo Melo encaram Daniel Brands e Martin Emmrich. Nesta sexta-feira, Philipp Kohlschreiber bateu Dutra Silva por 6/3, 7/5 e 6/4 e Florian Mayer fez 6/4, 6/1 e 6/2 em Bellucci.

"Acho que joguei bem, mas ele sacou muito bem. Fiz o meu melhor, mas foi difícil", lamentou Rogério Dutra Silva, atualmente o 134º colocado do ranking. No jogo desta sexta-feira, Kohlschreiber, atual número 25 do mundo, conseguiu acertar 13 aces contra apenas um do brasileiro - o alemão ainda emplacou 47 bolas vencedoras, 29 a mais do que seu adversário.

"Ele jogou muito melhor do que eu. Tentei ser mais agressivo, mas não consegui", admitiu Bellucci, vive péssima fase na temporada - não vence no circuito desde o começo de julho - e já despencou para o 116º lugar no ranking. Diante disso, Mayer, hoje o número 44 do mundo, ganhou com facilidade do brasileiro nesta sexta-feira, sem ser ameaçado.

Apesar da situação difícil, a equipe brasileira mostra esperança numa virada diante da Alemanha - para isso, precisa vencer as duplas neste sábado e os dois jogos de simples marcados para domingo. "Já estivemos nessa posição antes (com desvantagem de 2 a 0 no placar). Ainda não perdemos o confronto, vamos lutar até o fim", prometeu Bellucci.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisCopa Davis

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.