Brasileiros têm melhor retrospecto

Apesar da difícil situação de ter que vencer os dois jogos individuais deste domingo, se prevalecer o retrospecto, o tênis brasileiro ainda tem boas chances de conquistar uma vaga nas semifinais da Copa Davis. Gustavo Kuerten só jogou com Lleyton Hewitt uma vez, em quadra de cimento, no ano passado em Indianópolis, e venceu por 6/4 e 6/4. Fernando Meligeni leva vantagem de 2 a 1 sobre Patrick Rafter, tendo vencido os dois jogos em quadras de saibro, sua especialidade. A primeira foi em 1996, em Pinehurst, torneio em que o brasileiro foi campeão, ao marcar 3/6, 7/6 e 6/3; e a segunda vitória veio em Roland Garros de 1999, com parciais de 6/4, 6/2, 2/6 e 6/3. Rafter venceu na Davis do ano passado, em Brisbane, em quadra de grama, quando o confronto já estava 4 a 0 e o jogo foi disputado em melhor de três sets, com o australiano marcando 6/3 e 6/4.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.