Com irmão de Murray, Bruno Soares avança à final em Sydney

Em dia cheio no Torneio de Sydney, pois a chuva na última quinta-feira atrasou a progamação da competição preparatória para o Aberto da Austrália, o brasileiro Bruno Soares se garantiu na decisão da chave de duplas, enquanto Thomaz Bellucci acabou sendo eliminado nas semifinais.

Estadão Conteúdo

15 de janeiro de 2016 | 12h09

Em 2016, Soares mudou de parceiro e iniciou dupla com o britânico Jamie Murray, irmão de Andy Murray. E depois de ser semifinalista em Doha, na semana passada, agora eles alcançaram a primeira decisão, nesta sexta-feira, em um dia de rodada dupla, com duas vitórias.

No primeiro jogo do dia, Soares e Jamie Murray derrotaram os australianos Matt Reid e Jordan Thompson por 2 sets a 0, com um duplo 6/4, em 1 hora e 2 minutos. Na sequência, o brasileiro e o britânico encararam os poloneses Lukasz Kubot e Marcin Matkowski e venceram por 2 a 1, com parciais de 7/5, 2/6 e 10/3, em 1 hora e 23 minutos.

Nesse triunfo, Soares e Murray se aproveitaram do excesso de duplas-faltas da dupla polonesa - foram oito - e não se abateram com a derrota no segundo set, vencendo o match tie-break com facilidade.

Em busca do título em Sydney, Soares agora vai encarar os algozes do compatriota Bellucci. Nesta sexta-feira, ele e o argentino Leonardo Mayer perderam para o romeno Florin Mergea e o indiano Rohan Bopanna por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (10/8) e 6/4, em 1 hora e 23 minutos.

SIMPLES - O dia também foi agitado na chave de simples, com a disputa das quartas de final e das semifinais. E, ao fim da sexta-feira, o sérvio Viktor Troicki, número 22 do mundo, e o búlgaro Grigor Dimitrov, número 28, se deram melhor e garantiram presença na decisão, marcada para este sábado.

Troicki bateu de virada o francês Nicolas Mahut (71º colocado no ranking), com parciais de 4/6, 6/3 e 6/3, nas quartas de final. Depois, nas semifinais, novamente de virada, derrotou o russo Teymuraz Gabashvili, 50º, por 3/6, 6/4 e 6/4.

Já Dimitrov abriu o dia com vitória diante do ucraniano Alexandr Dolgopolov (36º) por 4/6, 6/3 e 6/4. Na sequência, o búlgaro bateu o luxemburguês Gilles Muller por 6/2 e 7/6 (7/4), se garantindo na decisão. Dimitrov entrará para a decisão em vantagem de 2 a 0 no confronto direto com Troicki, mas o sérvio é o atual campeão do Torneio de Sydney.

Mas quem chamou mesmo a atenção em Sydney nesta sexta-feira foi Bernard Tomic. Cabeça de chave número 1 e 17º colocado no ranking, o australiano abandonou o seu jogo pelas quartas de final com o russo Teymuraz Gabashvili quando perdia por 6/3 e 3/0 alegando uma possível intoxicação alimentar.

Durante o jogo, porém, ele foi flagrado conversando com o árbitro e citando a chave do Aberto da Austrália, que foi sorteada nesta sexta-feira e começará na próxima segunda.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.