Bruno Soares confirma dupla com Martina Hingis em Londres

Tenista suíça convidou o brasileiro para formar uma dupla mista para a competir na categoria, em Wimbledon, e aguardam adversário

Agência Estado

27 de junho de 2014 | 13h05

Bruno Soares confirmou nesta sexta-feira que vai jogar a chave de duplas mistas de Wimbledon ao lado da suíça Martina Hingis, ex-líder do ranking e dona de cinco títulos de Grand Slam, incluindo um troféu na grama inglesa. A nova parceria ainda não tem data definida para fazer a estreia na grama londrina.

Especialista em duplas, Soares também se destacado nas parcerias mistas nas últimas temporadas. No ano passado, foi vice-campeão em Wimbledon, acompanhado da norte-americana Lisa Raymond. Desta vez, o brasileiro sonha em dar um passo além para ficar com o título, contando com a experiência de Hingis.

"Essa foi uma surpresa muito legal para mim. Estava procurando uma parceira para as duplas mistas e ela me convidou na semana passada, então encaixou. Ela é um dos grandes gênios do esporte, ganhou vários Grand Slams, é ex-número 1", comemorou Soares. "Será uma honra jogar com ela, que é muito simpática e experiente. Espero aproveitar ao máximo, que a gente se entrose e vá longe".

Hingis se tornou uma das grandes jogadoras do tênis feminino por causa da carreira precoce. Aos 15, foi campeã nas duplas femininas em Wimbledon. Daí em diante, brilhou em praticamente todos os pisos, alcançou o topo do ranking em 1997, mas teve sua trajetória manchada por um caso de doping.

Chegou a ficar afastada das quadras por seis anos e anunciou a aposentadoria, em 2003. Tentou voltar ao tênis profissional nos anos seguintes. Mas só voltou a competir em duplas em 2013. Atualmente, aos 33 anos, ela tenta se manter no circuito profissional, mas competindo somente em parcerias, femininas ou mistas.

Soares e Hingis vão estrear na chave mista direto na segunda rodada. Eles aguardam o confronto entre James Ward/Anna Smith e Nicholas Monroe/Shuai Zhang. Nas duplas masculinas, o brasileiro está competindo ao lado do parceiro Alexander Peya, da Áustria.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.