Bruno Soares confirma que contusão de Peya atrapalhou

Alexander Peya deve ficar afastado e Bruno Soares joga, a partir desta sexta, a Copa Davis

AE, Agência Estado

08 de setembro de 2013 | 17h48

NOVA YORK - Pela primeira vez na final de duplas masculinas de um Grand Slam, o brasileiro Bruno Soares e seu parceiro, Alexander Peya, ficaram com o vice do US Open. Na decisão, perderam para o indiano Leander Paes e o checo Radek Stepanek por 6/1 e 6/3. De acordo com o tenista mineiro, o austríaco entrou na partida com uma lesão nas costas, sentida na semifinal contra Marcelo Melo e o croata Ivan Dodig. A distensão aconteceu no penúltimo game.

"Ele tentou dar um smash e foi no limite. Na hora, estava quente, não sentiu nada. Mas hoje (domingo) estava muito mal, não conseguia esticar o braço ou sacar", disse Bruno Soares ao SporTV, que depois, em tom de brincadeira, culpou o compatriota Marcelo Melo. "O lance da contusão aconteceu em um lobby do Marcelo. Tá vendo? A culpa é sua Marcelo".

O austríaco chegou a pedir atendimento no segundo set. Durante o jogo, Bruno Soares tentou poupar o parceiro dos maiores esforços e o motivou para não abandonar. "No segundo set, ele estourou de vez, mas falei para ele ir até o fim. Estamos felizes pela campanha, foi uma fatalidade".

Alexander Peya deve ficar quatro semanas afastado e Bruno Soares joga, a partir desta sexta, a Copa Davis. O Brasil enfrenta a Alemanha, fora de casa, pela repescagem do Grupo Mundial.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisUS OpenBruno Soares

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.