Divulgação
Divulgação

Bruno Soares decepciona nas duplas e é eliminado no Brasil Open

Ao lado de Peya, brasileiro caiu diante do espanhol Garcia-Lopez e do austríaco Philipp Oswald

Alessandro Lucchetti, O Estado de S. Paulo

26 de fevereiro de 2014 | 22h50

SÃO PAULO - A segunda melhor dupla do mundo, formada por Bruno Soares e o austríaco Alexander Peya, foi superada, nesta quarta-feira, logo na primeira rodada do Brasil Open, no ginásio do Ibirapuera. Seus algozes foram Philipp Oswald, conterrâneo de Peya, e o espanhol Guillermo Garcia-López. O placar foi 3/6, 6/4 e 10/7, em 1 hora e 17 minutos de jogo.

Peya funcionou como uma verdadeira âncora, falhando bastante. Soares não contestou quando um repórter se referiu à atuação do austríaco como "muito ruim". "Isso acontece em duplas. Um dia um joga mal, no dia seguinte pode ser o outro. O importante é a atitude, a estratégia correta. Isso não nos faltou". Segundo Soares, após um bom primeiro set, sua dupla se viu minada pelo bom serviço dos adversários. "É difícil jogar em São Paulo. Devido à altitude, a bola vem muito rápido".

O mineiro qualificou como excelente o resultado do Rio Open, quando sua dupla chegou à semifinal, e lembrou que o Brasil Open foi o primeiro torneio de 2014 em que sua parceria foi superada na primeira rodada. "Aqui as coisas não se encaminharam. Talvez se encaminhem para uma conquista em Indian Wells", afirmou, referindo-se ao Masters 1000 da próxima semana.

Assim, Bruno Soares desperdiçou a chance de conquistar seu quarto título seguido no Brasil Open. Ele foi campeão em 2011 com o também brasileiro Marcelo Melo, em 2012 com o norte-americano Eric Butorac e em 2013 já com Peya. Agora, tentava repetir a dose com o austríaco.

Com a eliminação de Bruno Soares, o tênis brasileiro fica sem representantes na chave de duplas do Brasil Open. Também nesta quarta-feira, Guilherme Clezar e Marcelo Demoliner perderam para os argentinos Maximo Gonzalez e Juan Monaco, por 6/7 (4/7), 7/6 (9/7) e 10/3, e deram adeus ao torneio - antes, André Sá e João Souza, jogando juntos, já tinham caído na estreia.

INDIVIDUAL

Na chave de simples do Brasil Open, o destaque da rodada noturna desta quarta-feira foi a estreia do alemão Tommy Haas, principal favorito ao título. Número 12 do mundo, ele ganhou do italiano Potito Starace por 7/6 (7/2) e 6/3 e já se garantiu nas quartas de final do torneio, quando enfrentará o argentino Horacio Zeballos.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisBrasil OpenBruno Soares

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.