Daniel Murphy/EFE
Daniel Murphy/EFE

Bruno Soares derrota Roger Federer nas duplas e vai à final em Indian Wells

Parceria formada por dois dos melhores tenistas da atualidade não teve chance

AE, Agência Estado

14 de março de 2014 | 17h40

INDIAN WELLS - O brasileiro Bruno Soares conseguiu uma grande vitória nesta sexta-feira e garantiu vaga na final da chave de duplas do Masters de Indian Wells, nos Estados Unidos. Jogando ao lado do austríaco Alexander Peya, ele ganhou a semifinal contra a parceria formada por dois dos melhores tenistas do mundo na atualidade: os suíços Roger Federer e Stanislas Wawrinka. Agora, vai lutar pelo título.

Maior campeão da história em torneios de Grand Slam (17 títulos), Federer ocupa atualmente o oitavo lugar no ranking individual. Wawrinka, por sua vez, acaba de conquistar o título de simples do Aberto da Austrália e é o número 3 do mundo. Além disso, os dois suíços já tiveram grande sucesso jogando juntos, ao ganharem a medalha de ouro olímpica nas duplas nos Jogos de Pequim em 2008.

Mas, mesmo com esse currículo, Federer e Wawrinka não tiveram chance nesta sexta-feira. Especialistas em duplas - ocupam o segundo lugar no ranking mundial -, Bruno Soares e Peya precisaram de apenas 56 minutos para vencer o jogo por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 6/1. Assim, avançaram para a final contra os irmãos norte-americanos Mike e Bob Bryan, que tinham se classificado no dia anterior.

Antes de eliminar Federer e Wawrinka, Bruno Soares e Peya já tinham conseguido outra grande vitória em Indian Wells, diante do britânico Andy Murray, número 6 do mundo em simples, que jogou ao lado do seu compatriota Jonathan Marray. Com essa campanha, a dupla do brasileiro se recupera da frustrantes eliminações seguidas nos dois torneios no Brasil, nas semifinais no Rio e na estreia em São Paulo.

Agora, o desafio promete ser ainda maior. A final deste sábado irá reunir as duas melhores duplas do mundo, já que os irmãos Bryan ocupam a liderança do ranking há muito tempo. No histórico do confronto entre eles, os norte-americanos levam vantagem, com seis vitórias em sete jogos (todos disputados no ano passado) - o único triunfo de Bruno Soares e Peya diante dos rivais foi em Valência.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.