Daniel Leal-Olivas/AFP
Daniel Leal-Olivas/AFP

Bruno Soares e Jamie Murray buscam virada e vão às semifinais em Washington

Brasileiro e britânico sofreram para confirmar favoritismo, mas venceram o indiano Divij Sharan e o neozelandês Artem Sitak por 2 sets a 1

Estadao Conteudo

03 Agosto 2018 | 18h17

O brasileiro Bruno Soares e o britânico Jamie Murray sofreram para confirmar favoritismo, mas venceram o indiano Divij Sharan e o neozelandês Artem Sitak por 2 sets a 1, de virada, com parciais de 4/6, 6/1 e 10/5, nesta sexta-feira, e se classificaram às semifinais de duplas do Torneio de Washington, ATP 500 realizado em quadras duras nos Estados Unidos.

+ Na madrugada de Washington, Murray supera romeno e avança às quartas de final

+ Alexander Zverev bate irmão Mischa e avança às quartas em Washington

+ Leia mais sobre Tênis

Cabeças de chave número 4 da competição preparatória para o US Open, Grand Slam que começa no próximo dia 27, em Nova York, Soares e Murray assim se credenciaram para enfrentar na próxima fase a parceria formada pelo sul-africano Raven Klaasen e o neozelandês Michael Venus. Em outro duelo do dia, eles avançaram com um triunfo sobre os colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah por 2 sets a 1, também de virada, com 6/7 (4/7), 7/6 (7/4) e 10/6.

No embate diante de Sharan e Sitak, o brasileiro e o escocês não conseguiram aproveitar nenhuma das quatro chances que tiveram de quebrar o saque dos seus adversários, que converteram o único break point cedido pelos rivais para assegurar a vantagem inicial de 6/4.

A partir do segundo set, porém, Soares e Murray deram início a uma forte reação. Eles foram felizes em duas de três oportunidades de ganhar games no serviço dos seus oponentes e confirmaram todos os saques para aplicar 6/1 e empatar o jogo. Já no match tie-break, os favoritos garantiram o triunfo de virada com tranquilidade ao somar o dobro de pontos dos azarões para avançar às semifinais marcadas para este sábado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.