Al Bello/AFP
Al Bello/AFP

Bruno Soares lamenta eliminações no US Open: 'Foi um dia negativo'

Brasileira cai nas duplas mistas e masculinas no Grand Slam disputado em Nova York

Estadão Conteúdo

05 de setembro de 2017 | 21h18

Bruno Soares teve um dia para esquecer em Nova York. Nesta terça-feira, ele foi eliminado de duas chaves do US Open num intervalo de poucas horas e se despediu do quarto e último Grand Slam da temporada. O tenista brasileiro caiu primeiro nas duplas masculinas, junto do parceiro Jamie Murray. Na sequência, se despediu da chave mista, ao lado da húngara Timea Babos.

"Foi um dia negativo em Nova York", reconheceu Soares, que evitou maiores lamentações. "Mas foi mais um Grand Slam positivo, com duas quartas de final. Hoje a coisa realmente não encaixou na dupla e tem dias que são assim. É uma pena. A gente vinha de uma sequência só de bons jogos, desde Cincinnati, mas hoje não encontramos o nosso melhor."

Soares e o seu parceiro escocês vinham de um vice-campeonato no Masters 1000 de Cincinnati, também nos Estados Unidos. No US Open, defendiam o título conquistado no ano passado. Acabaram eliminados nas quartas de final, mesma fase em que Soares se despediu nas mistas. "Na dupla mista acabei caindo também, jogando melhor, mas perdendo no detalhe. É vida que segue", afirmou.

O próximo desafio de Soares será o duelo do Brasil contra o Japão, valendo vaga no Grupo Mundial da Copa Davis. O confronto será disputado na quadra dura de Osaka, entre os dias 15 e 17 de setembro. O brasileiro vai jogar ao lado de Marcelo Melo no duelo melhor de cinco jogos.

Eliminado do US Open, Soares vai permanecer em Nova York nos próximos dias. E vai viajar direto dos Estados Unidos para o Japão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.