Vipcomm<br>
Vipcomm

Bruno Soares perde na estreia pela terceira vez seguida na temporada

Ao lado do austríaco Alexander Peya, brasileiro é derrotado por Pablo Cuevas e Santiago Giraldo por 2 a 0 e confirma má fase

Estadão Conteúdo

30 de outubro de 2014 | 12h29

Bruno Soares voltou a decepcionar no circuito às vésperas do ATP Finals. Pela terceira vez consecutiva, o tenista brasileiro e o austríaco Alexander Peya foram eliminados logo na estreia, desta vez no Masters 1000 de Paris, nesta quinta-feira.

Formando a dupla cabeça de chave número dois do torneio francês, eles foram derrotados pelo uruguaio Pablo Cuevas e pelo colombiano Santiago Giraldo pelo placar de 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 7/6 (7/4).

Soares e Peya também haviam caído na estreia no ATP 500 de Valência e no ATP 250 de Viena. Eles não vencem uma partida desde o Masters de Xangai. Na China, levaram a melhor na estreia, mas foram eliminados logo na partida seguinte. Na semana anterior, já haviam sido derrotados na estreia no ATP 500 de Pequim.

Dupla número três do mundo, Soares/Peya não teve muita dificuldade para conseguir a vaga no ATP Finals, que reúne as oito melhores parcerias da temporada. Mas o fraco rendimento nas últimas semanas pode afetar o ritmo de jogo dos dois tenistas em Londres, a partir do dia 9 de novembro.

Com a queda de Soares, resta apenas um brasileiro na disputa em Paris. Marcelo Melo e o croata Ivan Dodig formam a dupla cabeça de chave número quatro e vão estrear nesta quinta contra o polonês Marcin Matkowski e o austríaco Jurgen Melzer. Melo e Dodig buscam bom resultado em Paris para assegurar a vaga no ATP Finals.

SIMPLES

Na outra chave da competição, o checo Tomas Berdych derrotou o espanhol Feliciano López por 2 sets a 0, com parciais de 7/5 e 6/3. Nas quartas de final, o atual número cinco do mundo terá pela frente o vencedor do confronto entre o suíço Stan Wawrinka, 4º do ranking, e o sul-africano Kevin Anderson.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.