Bruno Soares vai à final de duplas em Acapulco e busca 1º título do ano

Bruno Soares vai à final de duplas em Acapulco e busca 1º título do ano

Ao lado de Jamie Murray, brasileiro enfrentará John Isner e Feliciano Lopez

Estadao Conteudo

04 de março de 2017 | 09h46

Oitavo colocado do ranking mundial de duplistas, Bruno Soares está a uma vitória de seu primeiro título na temporada 2017. Na noite de sexta-feira (já madrugada de sábado no horário de Brasília) ele e o britânico Jamie Murray avançaram à decisão do ATP 500 de Acapulco, no México, ao vencerem a semifinal contra o alemão Philipp Petzschner e o paquistanês Aisam-Ul-Haq Qureshi. A partida foi decidida em dois sets, com parciais de 6/4 e 7/6 (7/1).

Os adversários da decisão serão o norte-americano John Isner e o espanhol Feliciano Lopez, que antes haviam ganhado da dupla formada por Oliver Marach, da Áustria, e Fabrice Martin, da França.

Soares e Murray até agora não ganharam títulos em 2017 - a última conquista foi o US Open do ano passado. Na segunda temporada jogando juntos, eles caíram nas semifinais em Doha (Catar) e no Rio Open, perderam a decisão em Sydney (Austrália) e foram surpreendidos na primeira rodada do Aberto da Austrália.

SIMPLES

Também já na madrugada deste sábado, Rafael Nadal conheceu seu rival na decisão de simples em Acapulco. O espanhol vai jogar contra o norte-americano Sam Querrey, que venceu o australiano Nick Kyrgios, algoz de Novak Djokovic na rodada anterior, por 2 sets a 1, com parciais de 3/6, 6/1 e 7/5.

Número 40 do ranking mundial aos 29 anos, Querrey alcança, assim, o maior feito da carreira. Ele já disputou 15 finais na carreira, mas sempre de eventos menores, a grande maioria nos Estados Unidos. O último dos seus oito títulos foi conquistado no ano passado, no ATP 250 de Delray Beach, na Florida. Antes, sua última taça datava de 2012.

Nadal vai entrar em quadra como favorito, uma vez que venceu os quatro confrontos que fez contra Querrey, o primeiro deles há 11 anos. Mesmo assim, o norte-americano já tem motivos para comemorar. Vai subir ao menos 11 posições no ranking e entrar no Top 30.

CHAVE FEMININA

Já o torneio feminino em Acapulco, bem menos nobre, terá uma final entre a ucraniana Lesia Tsurenko, 52.ª do ranking mundial, e a francesa Kristina Mladenovic, a 31.ª do ranking da WTA e segunda cabeça de chave.

A primeira favorita, a croata Mirjana Lucic-Baroni, 29.ª, perdia por 5/0 para Tsurenko no primeiro set da semifinal, na madrugada brasileira deste sábado, quando se retirou do confronto por lesão. Sorte de Tsurenko, de 27 anos, que vai atrás do seu terceiro título na carreira - ganhou em Istambul (Turquia) em 2015 e em Guangzhou (China) no ano passado.

Tudo o que sabemos sobre:
TênistênisBruno SoaresRafael Nadal

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.