Divulgação/Aus Open
Divulgação/Aus Open

Bruno Soares vence e vai à decisão em Sydney; Demoliner cai na semi em Auckland

Dupla formada pelo brasileiro e Jamie Murray bateu Juan Sebastian Cabal e Robert Farah por 2 sets a 0

O Estado de S.Paulo

13 de janeiro de 2017 | 10h35

Atuais campeões de duplas do Aberto da Austrália, Bruno Soares e Jamie Murray ganharam novo impulso para chegarem com tudo à próxima edição do Grand Slam realizado em Melbourne, marcado para começar na próxima segunda-feira. O brasileiro e britânico venceram os colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 7/6 (7/4), nesta sexta, e garantiram vaga na decisão do Torneio de Sydney.

Batidos nesta sexta, Cabal e Farah haviam eliminado na estreia o brasileiro Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot, cabeças de chave número 3. Desta vez, porém, eles não conseguiram surpreender Soares e Murray, que venceram após 1h25min de confronto.

A partida com os colombianos foi equilibrada, com o brasileiro e o britânico conseguindo quebrar o serviço dos adversários por apenas uma vez. Os finalistas ainda precisaram salvar quatro break points e só conseguiram definir a vitória no tie-break do segundo set.

Com o triunfo desta sexta, os cabeças de chave número 1 em Sydney se credenciaram para enfrentar na decisão a surpreendente dupla formada pelos holandeses Wesley Koolhof e Matwe Middelkoop, que na semifinal derrotaram o austríaco Alexander Peya e o croata Mate Pavic por 2 sets a 1, com parciais de 6/3, 3/6 e 10/8.

Antes desta nova vitória, os azarões haviam desbancado nas quartas de final o holandês Jean-Julien Rojer e o romeno Horia Tecau, cabeças de chave número 4, também superados por 2 sets a 1.

A chave de simples do Torneio de Sydney também definiu os seus finalistas nesta sexta-feira. Um deles será o luxemburguês Gilles Muller, sexto pré-classificado, que passou pelo sérvio Viktor Troicki, listado como terceiro favorito, por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 7/6 (8/6).

O adversário de Muller na decisão será o britânico Daniel Evans, que na outra semifinal do dia bateu o russo Andrey Kuznetsov por 2 sets a 1, com 6/2, 3/6 e 6/3.

AUCKLAND - Se Soares já se garantiu em sua primeira final no ano, o brasileiro Marcelo Demoliner desperdiçou a chance de alcançar o mesmo feito ao cair nesta sexta-feira na semifinal de duplas do Torneio de Auckland. Ao lado do neozelandês

Marcus Daniell, ele foi derrotado pelo polonês Marcin Matkowski e pelo paquistanês Aisam-Ul-Haq Qureshi por 2 sets a 0, com duplo 6/4.

Cabeças de chave número 4 da competição disputada na Nova Zelândia e que também serve de preparação para o Aberto da Austrália, Matkowski e Qureshi assim avançaram à decisão e jogarão pelo título contra a dupla formada pelo israelense Jonathan Erlich e o norte-americano Scott Lipsky. Na outra semifinal eles bateram o norte-americano Nicholas Monroe e o neozelandês Artem Sitak, também por duplo 6/4.

Já a decisão do torneio de simples em Auckland será travada pelo norte-americano Jack Sock e pelo português João Sousa. O primeiro deles confirmou a sua condição de quarto cabeça de chave ao vencer o seu compatriota Steve Johnson por 6/4 e 6/3 em uma das semifinais desta sexta-feira.

Já o tenista de Portugal surpreendeu ao eliminar o experiente cipriota Marcos Baghdatis, oitavo pré-classificado, com parciais de 6/1 e 7/5.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.