Remy Gros/ITTF
Remy Gros/ITTF

Calderano vai às oitavas e iguala melhor campanha do Brasil em Mundiais

Tenista alcança feitos de Biriba e Claudio Kano nas edições 1961 e 1987

Redação, Estadão Conteúdo

24 de abril de 2019 | 18h02

Hugo Calderano voltou a fazer história no tênis de mesa brasileiro. Nesta quarta-feira, ele igualou o melhor resultado da história do País na história do Mundial da modalidade, que tem a sua atual edição realizada em Budapeste, na Hungria, ao avançar às oitavas de final.

"Eu vim crescendo no campeonato, isso é muito importante, principalmente em Campeonatos Mundiais. Me sinto muito bem em chegar nas oitavas de um Mundial, que já é um feito muito grande para o Brasil", disse Calderano.

O feito foi alcançado com a vitória com autoridade sobre o indiano Sathiyan Gnanasekaran por 4 a 0, com parciais de 11/6, 11/3, 11/9 e 11/9. Agora, na próxima fase, ele enfrentará o campeão mundial e olímpico Ma Long, da China, nesta quinta-feira, às 7 horas (de Brasília).

Com o triunfo desta quarta, Calderano igualou duas lendas do tênis de mesa brasileiro, Ubiraci Rodrigues da Costa, o Biriba, e Cláudio Kano, que também avançaram até as oitavas de final do Mundial em 1961, em Pequim, e em 1987, em Nova Délhi, na Índia, respectivamente.

Calderano é hoje o sétimo colocado no ranking mundial do tênis de mesa, quatro posições à frente de Ma Long. O chinês, porém, foi campeão olímpico de simples nos Jogos do Rio, em 2016, além de ter sido campeão mundial em 2015 e 2017. Nesta quinta, Calderano tentará subir mais um patamar na história do tênis de mesa brasileiro ao superá-lo.

"Já enfrentei o Ma Long algumas vezes, foi bem difícil, mas acho que já evoluí bastante. Ele tem um jogo muito completo, é bom em tudo. Tenho que jogar muito concentrado, sem pensar que estou enfrentando o Ma Long", projetou Calderano.

Tudo o que sabemos sobre:
tênis de mesaHugo Calderano

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.