Cive Brunskill/AFP
Cive Brunskill/AFP

Pennetta sobe para 8ª posição e tem melhor colocação na carreira

Italiana campeã do US Open é pressionada a não abandonar o tênis

Estadão Conteúdo

14 de setembro de 2015 | 09h53

A italiana Flavia Pennetta tem recebido pedidos para não se retirar das quadras. Desde que descancou sua compatriota Roberta Vinci na final do US Open, nos Estados Unidos, sábado, e anunciou sua aposentadoria, a jogadora de 33 anos tem se deparado com um clamour para que continue jogando. Com a vitória no último Grand Slam do ano, Flavia Pennetta subiu para a 8ª posição no ranking WTA. Pela primeira vez ela figura entre as 10 melhores jogadores de tênis do planeta. Quem também ganhou boas posições na lista foi sua rival Roberta Vinci, que saltou 24 lugares e chegou à 19ª, no Top 20. Serena lidera.

Não está descartada a possibilidade de Flavia Pennetta voltar atrás em sua decisão e jogar um pouco mais, aproveitar a boa fase para também ganhar dinheiro de premiação. "Vamos fazer o que estiver ao nosso alcance para ela mudar de ideia", disse Oronzo Pennetta, pai de Flavia e responsável pela menina de 5 anos pisar numa quadra pela primeira vez. "O anúncio do abandono fez esfriar um pouco a nossa festa. Estamos contentes por essa extraordinária conquista, mas de certa forma desapontados pela intenção de ela acabar a carreira." Flavia é a jogadora mais velha a ganhar pela primeira vez um Grand Slam.

O pai da jogadora italiana disse também que já sabia da decisão da filha de abandonar a carreira em breve, mas não nessa situação. "Ela nos disse que iria terminar a carreira se saísse fora do Top 50. Nunca imaginei que ela pudesse dizer isso após uma vitória com essa dimensão." O capitão da Taça Federação, da Itália, Corrado Barazzutti, também disse que iria conversar com a jogadora. "Tenho de respeitar sua decisão, mas em todo caso, acredito que a cabeça de Pennetta está confusa nesse momento."

RANKING

1. Serena Williams (USA) 11.501 pts

2. Simona Halep (ROM) 6.780

3. Maria Sharapova (RUS) 5.795

4. Petra Kvitova (CZE) 5.295

5. Lucie Safarova (CZE) 3.570 (+1)

6. Caroline Wozniacki (DEN) 3.510 (-1)

7. Ana Ivanovic (SER) 3.440

8. Flavia Pennetta (ITA) 3.317 (+18)

9. Garbine Muguruza (ESP) 3.305

10. Karolina Pliskova (CZE) 3.215 (-2)

US OPEN

A surpreendente conquista do US Open no sábado levou Flavia Pennetta a um lugar onde jamais esteve no ranking da WTA. Na atualização desta segunda-feira, a campeã do Grand Slam norte-americano subiu incríveis 18 colocações. Para alcançá-la, Pennetta precisou surpreender o mundo em uma das maiores zebras do tênis feminino nos últimos tempos, ao faturar o primeiro Grand Slam de sua carreira, batendo Roberta Vinci.

Vice-campeã em Nova York, Vinci também deu importante salto no ranking da WTA. A italiana, que surpreendeu ninguém menos que a grande favorita Serena Williams na semifinal, deixou a 43.ª posição, saltou para a 19.ª. O desenrolar do US Open trouxe diversas alterações na parte de cima do ranking. Se a liderança continua tranquila nas mãos de Serena Williams, com quase o dobro de pontos da segunda colocada Simona Halep, houve 13 mudanças nas primeiras 20 posições.

No Top 10, destaque para a checa Lucie Safarova, que ultrapassou a dinamarquesa Caroline Wozniacki e é a quinta do mundo agora. A ascensão de Pennetta derrubou outra checa, Karolina Pliskova, da oitava para a décima posição. Um pouco mais atrás, Timea Bacsinszky (13.ª), Agnieszka Radwanska (14.ª), Elina Svitolina (16.ª), Andrea Petkovic (17.ª) e Madison Keys (18.ª) foram beneficiadas pela campanha em Nova York. Pior para Carla Suárez Navarro (12.ª), Belinda Bencic (15.ª) e Ekaterina Makarova (20.ª), que caíram na lista.

TELIANA

Mesmo sendo eliminada na estreia do US Open, a brasileira Teliana Pereira subiu quatro posições e terminou entre as cinquenta melhores do mundo, na 49.ª posição. Bia Haddad também subiu, mas ainda está longe do Top 100, em 164.ª.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.