Andy Mueller/Reuters
Andy Mueller/Reuters

Campeã de Wimbledon em 1998, Jana Novotna morre aos 49 anos

Checa não resistiu a um câncer que combatia há anos

Estadão Conteúdo

20 Novembro 2017 | 10h46

Campeã de Wimbledon em 1998, a checa Jana Novotna morreu neste domingo, aos 49 anos. Ela não resistiu a um câncer que combatia há anos. A tenista, que brilhou tanto em simples quanto nas duplas, faleceu em Praga, cercada por familiares e amigos, segundo informou a WTA.

+ Grigor Dimitrov supera algoz de Roger Federer e conquista o título do ATP Finals

+ Melo e Kubot perdem na decisão e ficam com o vice no ATP Finals

"Jana foi uma inspiração dentro e fora de quadra para todos que tiveram a oportunidade de conhecê-la. Sua estrela vai sempre brilhar na história da WTA. Nossas condolências a nossos pensamentos à família de Jana", afirmou o CEO da WTA, Steve Simon, nesta segunda-feira.

Em 14 anos de carreira no tênis profissional, Novotna foi número 1 do mundo nas duplas e número dois em simples, em 1997. Ela conquistou apenas um título de Grand Slam em simples, mas foi vice-campeão do Aberto da Austrália e alcançou as semifinais em Roland Garros e no US Open. Foram 24 títulos no profissional.

Ela faturou ainda três medalhas olímpicas, duas de prata e uma de bronze. As duas pratas foram conquistadas nas duplas, onde mais se destacou, com 76 troféus, sendo 12 deles de Grand Slam - quatro somente em Wimbledon. Além disso, foi campeã da Fed Cup pela República Checa em 1988.

Mais conteúdo sobre:
Jana Novotna

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.