Anja Niedringhaus/AP
Anja Niedringhaus/AP

Campeã de Wimbledon em 2013, Bartoli anuncia volta após quatro anos aposentada

Aos 33 anos, tenista francesa iniciará os treinamentos e projeta voltar ao circuito profissional em março

Estadão Conteúdo

19 de dezembro de 2017 | 18h02

A francesa Marion Bartoli anunciou nesta terça-feira que vai retornar ao tênis profissional, aos 33 anos. Cerca de quatro anos e meio depois de surpreender ao revelar sua aposentadoria, a campeã de Wimbledon em 2013 postou um vídeo em suas redes sociais para informar a novidade.

+ Tenista suíça sobe 24 posições e ameaça Bia Haddad no ranking da WTA

"Eu tenho algo para falar para vocês: estou voltando este ano para o circuito profissional", declarou para seus fãs. "Isto será um enorme desafio, ainda tenho muitos treinos pela frente, mas espero que possa estar de volta em março, para o Torneio de Miami", completou, mirando a competição que terá início em 20 de março.

Bartoli está afastada das quadras desde agosto de 2013. Na ocasião, menos de dois meses depois de conquistar o principal título da carreira em Wimbledon, a francesa não resistiu às inúmeras lesões - no pé esquerdo, tornozelo direito, coxa direita e tendão de Aquiles - e decretou o fim da carreira. "Meu corpo está desmoronando", disse na época, em lágrimas.

Mal sabia ela, porém, que o pior estava por vir. Anos mais tarde, Bartoli surpreendeu em aparições públicas com uma visível perda de peso. A imprensa europeia levantou a possibilidade de um distúrbio alimentar, mas a francesa revelou ter sofrido de uma grave doença, causada por um vírus, que, segundo ela, a deixou "à beira da morte".

Curada e livre de lesões, então, ela decidiu dar uma nova chance à carreira profissional e já decidiu os torneios que está mais ansiosa para disputar. "Eu estou realmente ansiosa para estar na quadra novamente na frente de vocês, sentir o apoio, especialmente em Paris, em Roland Garros, minha terra natal, mas também na Fed Cup e em Wimbledon", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.