Andy Rain/ EFE
Andy Rain/ EFE

Campeão em Marselha, Medvedev desbanca Rafael Nadal e vira o número 2 do mundo

Russo é o primeiro jogador fora do 'Big 4' a atingir a vice-liderança, algo que não acontecia desde julho de 2005

Redação, Estadão Conteúdo

15 de março de 2021 | 09h35

Depois de deixar uma chance escapar no ATP 500 de Roterdã, na Holanda, há duas semanas, quando nem passou da estreia, o tenista russo Daniil Medvedev teve nesta segunda-feira confirmada a sua subida no ranking da ATP e agora é, pela primeira vez na carreira, o número 2 do mundo. Desbancou o espanhol Rafael Nadal e está atrás somente do sérvio Novak Djokovic.

Medvedev nem precisaria ser campeão do ATP 250 de Marselha, na França, nesta semana, para superar Nadal na lista desta segunda-feira e se tornar o primeiro jogador fora do "Big 4" - formado por Djokovic, Nadal, Roger Federer e Andy Murray - a atingir a vice-liderança, algo que não acontecia desde julho de 2005. O máximo que alguém conseguiu chegar até então foi ao posto de número 3. Ao todo foram 19 nomes diferentes que conseguiram este terceiro lugar neste período.

O australiano Lleyton Hewitt foi o último a ocupar a vice-liderança antes deste domínio do "Big 4", figurando como número 2 do mundo em 18 de julho de 2005. Medvedev soma agora 9.940 pontos contra 9.670 de Nadal. Já o líder Djokovic vai bem mais à frente com 12.008.

A vitória em cima do francês Pierre-Hughes Herbert na final de domingo, que garantiu o 10.º título da carreira, deu um gosto especial. "Sabia que eu seria o número 2 do mundo na segunda-feira qualquer que fosse a campanha em Marselha, mas é sempre melhor você dar um passo acima no ranking quando faz algo importante", salientou o russo de 25 anos. "Ganhar aqui não faria diferença, mas é bom para a autoestima que venha com um título". O russo já soma 14 vitórias em 16 jogos nesta temporada.

"Gostei de ter chegado aos dois dígitos (de títulos). É algo que eu sonhava desde criança", confessou. "Porém eu ainda quero mais, e mais... Gosto muito de jogar nas quadras sintéticas, sinto que é onde meu tênis melhor se encaixa. Consigo encontrar as soluções e foi o que eu fiz hoje". De seus 10 troféus de primeira linha, seis foram sobre teto fechado e os outros quatro na dura, sem falar nos vices do US Open e do Aberto da Austrália.

BRASIL - Melhor do País no ranking da ATP, o cearense Thiago Monteiro teve uma queda na lista atualizada nesta segunda-feira. Caiu uma posição, da 74.ª para a 75.ª, com 954 pontos. Atrás dele, bem distante, está Thiago Wild, em 124.º lugar com 605. João Menezes, com vaga olímpica se estiver no final de junho entre os 300 melhores do mundo, ocupa atualmente a 201.ª colocação.


Confira o ranking da ATP

1.º - Novak Djokovic (SER) - 12.008 pontos

2.º - Daniil Medvedev (RUS) - 9.940

3.º - Rafael Nadal (ESP) - 9.670

4.º - Dominic Thiem (AUT) - 8.625

5.º - Stefanos Tsitsipas (GRE) - 6.765

6.º - Roger Federer (SUI) - 6.375

7.º - Alexander Zverev (ALE) - 5.635

8.º - Andrey Rublev (RUS) - 5.011

9.º - Diego Schwartzman (ARG) - 3.640

10.º - Matteo Berrettini (ITA) - 3.453

11.º - Roberto Bautista Agut (ESP) - 2.910

12.º - Denis Shapovalov (CAN) - 2.865

13.º - David Goffin (BEL) - 2.795

14.º - Gaël Monfils (FRA) - 2.770

15.º - Pablo Carreño Busta (ESP) - 2.630

16.º - Grigor Dimitrov (BUL) - 2.620

17.º - Fabio Fognini (ITA) - 2.530

18.º - Félix Auger-Aliassime (CAN) - 2.516

19.º - Milos Raonic (CAN) - 2.450

20.º - Cristian Garin (CHI) - 2.385

75.º - Thiago Monteiro (BRA) - 954

124.º - Thiago Wild (BRA) - 605

201.º - João Menezes (BRA) - 353

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.