AP
AP

Djokovic supera marca de um ano na liderança do ranking da ATP

Sérvio vence Wimbledon pelo segundo ano consecutivo

Estadão Conteúdo

13 de julho de 2015 | 10h45

Novak Djokovic segue soberano no ranking da ATP. Após conquistar o seu terceiro título de Wimbledon, sendo o segundo consecutivo, no último domingo, o tenista sérvio se manteve na liderança da lista, atualizada nesta segunda-feira, com 13.845 pontos e agora mais de um ano consecutivo como número 1 do mundo.

Djokovic reassumiu a primeira posição do ranking em 7 de julho de 2014, logo após ser campeão também em Wimbledon, e desde então não deixou tal condição. E com mais uma título do Grand Slam britânico, o sérvio não está ameaçado de perder o posto nas próximas semanas.

Como a decisão de Wimbledon neste ano foi uma reedição da final do ano passado, a vantagem de Djokovic para o segundo colocado, o suíço Roger Federer, que acabou sendo derrotado na decisão e continua com 9.665 pontos, a 4.180 do primeiro colocado.

O ranking, aliás, não apresentou alterações nas dez primeiras posições. Assim, o Top 10 é completado, em ordem, pelo britânico Andy Murray (semifinalista em Wimbledon), o suíço Stan Wawrinka (parou nas quartas de final), o japonês Kei Nishihori (caiu na segunda rodada), o checo Tomas Berdych (eliminado nas oitavas de final), o espanhol David Ferrer (não jogou por estar lesionado), o croata Marin Cilic (deixou Wimbledon nas quartas de final) e o também espanhol Rafael Nadal (eliminado na segunda rodada).

As principais mudanças na lista foram provocadas por tenistas franceses. Gilles Simon atingiu o 11º lugar, subindo duas posições, após avançar até as quartas de final em Wimbledon. Já Richard Gasquet se tornou o número 13 do mundo, depois de ser semifinalista em Londres, ganhando sete postos.

Já o búlgaro Grigor Dimitrov caiu do 11º para o 16º lugar no ranking após ser eliminado na terceira rodada, ficando longe de repetir a sua campanha na edição de 2014 de Wimbledon, quando parou nas semifinais.

BELLUCCI

Thomaz Bellucci continua sendo o melhor tenista brasileiro ranqueado, em 42º lugar, enquanto João Souza perdeu cinco posições e agora é o número 86 do mundo. Ambos foram eliminados na primeira rodada de Wimbledon. CONFIRA O RANKING DA ATP

1) Novak Djokovic (SER), 13.845 pontos

2) Roger Federer (SUI), 9.665

3) Andy Murray (GBR), 7.810

4) Stan Wawrinka (SUI), 5.790

5) Kei Nishikori (JAP), 5.525

6) Tomas Berdych (RCH), 5.140

7) David Ferrer (ESP), 4.445

8) Milos Raonic (CAN), 3.810

9) Marin Cilic (CRO), 3.540

10) Rafael Nadal (ESP), 3.000

11) Gilles Simon (FRA), 2.705

12) Jo-Wilfried Tsonga (FRA), 2.475

13) Richard Gasquet (FRA), 2.285

14) David Goffin (BEL), 2.145

15) Kevin Anderson (AFS), 2.090

16) Grigor Dimitrov (BUL), 1.970

17) Gael Monfils (FRA), 1.930

18) John Isner (EUA), 1.890

19) Feliciano López (ESP), 1.900

20) Viktor Troicki (SER), 1.629

42) Thomaz Belluci (BRA), 1.065

86) João Souza (BRA), 589

131) André Ghem (BRA), 411

160) Guilherme Clezar (BRA), 321


Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.