Kevin Light/Reuters
Kevin Light/Reuters

Canadá elimina Japão na Davis; Bacsinszky é campeã no México

Em Vancouver, time da casa avança; Suíça fatura 2º título seguido

Estadão Conteúdo

09 Março 2015 | 09h09

O Canadá está classificado para as quartas de final do Grupo Mundial da Copa Davis. Atuando em casa, na cidade de Vancouver, a equipe triunfou por 3 a 2 sobre o Japão com a vitória de Vasek Pospisil, no quinto jogo da série, sobre Go Soeda por 3 sets a 0, com parciais de 7/5, 6/3 e 6/4.

"É ótimo. Eu não vou mentir, é a melhor sensação do mundo", disse Pospisil, de 24 anos e nascido em Vancouver. "Muito incrível, especialmente aqui em casa", completou o canadense, 62º colocado no ranking da ATP.

Antes, o Japão havia empatado a série em 2 a 2 com a vitória de Kei Nishikori, o número 4 do mundo, sobre Milos Raonic, o sexto colocado no ranking, por 3 sets a 2, com parciais de 3/6, 6/3, 6/4, 2/6 e 6/4, na primeira partida do domingo.

Nas quartas de final da Copa Davis, o Canadá vai enfrentar a Bélgica, que eliminou a atual campeã Suíça com um triunfo por 3 a 2. "Eu tive tantos confrontos em que havia uma chance de jogar o quinto jogo, mas Milos sempre fechava antes", disse Pospisil. "Obviamente, você quer terminar antes, ganhar mais cedo, mas foi realmente especial".

No sábado, nas duplas, Pospisil e Daniel Nestor bateram Soeda e Yasutaka Uchiyama por 3 sets a 2, com parciais de 7/5, 2/6, 6/3, 3/6 e 6/3. Na última sexta-feira, cada equipe havia vencido um jogo de simples: Raonic superou Tatsuma Ito por 3 a 0, com parciais de 6/2, 6/1 e 6/2, e Nishikori derrotou Pospisil também por 3 a 0, com parciais de 6/4, 7/6 (7/5) e 6/3.

MONTERREY

Também na noite de domingo, a suíça Timea Bacsinszky conquistou o seu segundo título consecutivo no México ao vencer a final do Torneio de Monterrey, disputado em quadras duras, numa partida que ficou paralisada por aproximadamente quatro horas em razão da chuva.

Bacsinszky derrotou a francesa Caroline Garcia, de virada, por 2 sets a 1, com parciais de 4/6, 6/2 e 6/4. Assim, a suíça repetiu o triunfo da semana anterior no Torneio de Acapulco, quando se sagrou campeã ao superar a francesa, mas com mais facilidade, por 6/3 e 6/0.

Dessa forma, Bacsinszky faturou o terceiro título da sua carreira - o outro foi conquistado em Luxemburgo, em outubro de 2009 - em cinco finais disputadas. Já Garcia soma apenas uma conquista na sua carreira, em Bogotá, no ano passado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.