Cañas é suspenso por 2 anos por doping

O tenista argentino Guillermo Cañas, número 10 do ranking mundial, foi condenado pela Associação dos Tenistas Profissionais (ATP), com a pena de dois anos de suspensão por uso doping, informou a entidade nesta segunda-feira. A decisão era esperada pelo próprio Cañas, que se antecipou e parou de jogar.O argentino, de 27 anos, apresentou resultado positivo de doping durante o Torneio de Acapulco, no México, em fevereiro deste ano. Ele usou o diurético HCT (hidroclorotiazide), proibido pela legislação esportiva por ocultar outras drogas.Além da suspensão, ele deverá devolver os U$ 276 mil que ganhou em prêmios este ano, além de perder os 525 pontos obtidos na temporada no ranking de simples e os 95 do ranking de duplas. O argentino só poderá voltar a competir a partir de 11 de junho de 2007.Cañas é o quinto argentino punido por uso de doping, depois de Juan Ignacio Chela, Guillermo Coria, Mariano Puerta e Martin Rodrigues. Cañas - que chegou a treinar ao lado de Gustavo Kuerten - ainda pode apelar de decisão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.