Sebastião Moreira/EFE
Sebastião Moreira/EFE

Capitão da Davis critica juiz após vitória de Bellucci

Juiz mandou voltar ponto devido à manifestação da torcida no momento da execução do saque

FELIPE ROSA MENDES E NATHALIA GARCIA, Estadão Conteúdo

12 Setembro 2014 | 23h45

Capitão do Brasil na Copa Davis, João Zwetsch não escondeu a insatisfação com o desempenho do juiz de cadeira da partida entre Thomaz Bellucci e Pablo Andújar, nesta sexta-feira, no confronto entre Brasil e Espanha pelos playoffs do Grupo Mundial, no ginásio do Ibirapuera, em São Paulo. O duelo, disputado em uma série melhor-de-cinco jogos, está empatado em 1 a 1.

A arbitragem gerou polêmica no quinto game do quarto set, quando Bellucci jogava break point para abrir vantagem no placar - perdia por 2 sets a 1. O brasileiro obteve a quebra de saque, mas o juiz mandou voltar o ponto alegando que Andújar cometera dupla falta por influência dos gritos da torcida no momento da execução do saque.

"Fiquei um pouco exaltado por causa da decisão. Ele poderia ter dado uma advertência, não precisava ter voltado o ponto. Acho que foi uma decisão complicada, num momento complicado do jogo. Não foi a decisão correta. Ele poderia ter apenas advertido, ameaçando tirar o ponto na próxima", criticou o capitão brasileiro.

A decisão do juiz esquentou a partida porque Bellucci não conseguiu repetir a quebra quando o ponto voltou. Irritada, a torcida brasileira passou a vaiar a arbitragem, interrompendo o jogo por cerca de dois minutos. Os pontos seguintes foram disputados sob novos gritos até que o juiz ameaçou punir o Brasil com a perda do ponto por causa das manifestações. A torcida só se acalmou depois do apelo da organização, via sistema de som, e dos próprios jogadores do Brasil.

A volta do ponto também incomodou Bellucci, que vinha reagindo na partida e poderia obter boa vantagem no set naquele momento. "Não concordei com a decisão. Lógico que a torcida tinha passado do ponto. Mas isso faz parte da Copa Davis. Já jogamos em tantos países com coisas muito piores do que aconteceu hoje (sexta) aqui. Ele poderia ter usado aquele artifício em um ponto não tão importante. Ali era um momento crucial", reclamou o número 1 do Brasil.

Apesar da criticada decisão do juiz, Bellucci conseguiu vencer a partida, de virada, por 3 sets a 2. Antes dele, Rogério Dutra Silva perdera de Roberto Bautista Agut por 3 a 0. O desempate vai acontecer na partida de duplas, neste sábado, entre Bruno Soares e Marcelo Melo e os espanhóis Marc López e David Marrero.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.