Robyn Beck|AFP
Robyn Beck|AFP

Capriati dispara contra Sharapova após revelação de doping

Ex-tenista se diz 'extremamente enojada e decepcionada'

Estadão Conteúdo

08 de março de 2016 | 10h56

A ex-tenista norte-americana Jennifer Capriati atacou Maria Sharapova após a revelação de que a russa testou positivo em exame antidoping realizado durante o Aberto da Austrália, em janeiro, em Melbourne. Em seu perfil no Twitter, Capriati se disse "extremamente enojada e decepcionada" com a estrela do tênis.

Na última segunda-feira, Sharapova revelou o caso de doping por uma substância - Meldonium, também conhecida como Mildronato, - que passou a ser proibida no início deste ano. A russa afirmou que consumiu essa substância durante dez anos.

"Eu tive que perder minha carreira, e nunca optei por fazer trapaças, sem importar o que ocorreria", escreveu Capriati. "Tive que jogar a toalha e sofrer", acrescentou a ex-número 1 do mundo.

Capriati, hoje com 39 anos, ganhou três títulos dos torneios do Grand Slam e uma medalha olímpica de ouro. A norte-americana começou a sua carreira profissional como um prodígio, com apenas 13 anos. Ela entrou para a lista das dez melhores do mundo com 14 anos, sendo a mais jovem tenista a atingir tal feito. "Eu não tinha uma onerosa equipe de médicos para encontrar uma forma de eu fazer uma trapaça, enrolar o sistema e esperar que a ciência me alcançasse", disse.

Uma lesão nas costas afetou a última temporada profissional - 2004 - de Capriati. A norte-americana disse que foi forçada a se aposentar mais cedo do que desejava. Em 2012, ela entrou para o Hall Fama do Tênis Internacional.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.