Carisma garante show de Guga e Novak Djokovic em jogo-exibição no Rio

Apenas para registro, o brasileiro venceu no Maracanãzinho por 7/6 (11/9) e 7/5

AE, Agência Estado

17 de novembro de 2012 | 21h28

RIO - O placar pouco importou. O jogo-exibição entre Gustavo Kuerten e Novak Djokovic, neste sábado, no ginásio do Maracanãzinho, no Rio de Janeiro, valeu pelo espetáculo e pelo carisma dos dois tenistas, que cumpriram a sua missão de entreter os mais de 10 mil torcedores no local. Para registro, vitória do brasileiro por 7/6 (11/9) e 7/5. Guga foi consciente e admitiu que, se jogasse a sério, o sérvio teria vencido.

O ginásio do Maracanãzinho ganhou cobertura de saibro para o evento e não faltaram momentos especiais como Guga e Djokovic jogando contra crianças e o atual número 1 do mundo usando peruca de cabelos encaracolados e camiseta com a imagem do brasileiro.

Imitações e dancinhas não faltaram: no início do segundo set, o sérvio imitou Guga e ensaiou a coreografia da música "Ai se eu te pego", do cantor Michel Teló. No momento mais emocionante, no final da partida, abriu uma faixa com uma mensagem para o pai, que está doente.

"Espero que vocês entendam o quanto isso é especial. O Guga foi um dos mais carismáticos jogadores de tênis e hoje (sábado) ele mostrou o motivo. O tênis brasileiro tem um grande espírito e uma grande alma. A Sérvia é um país pequeno, mas tem muito em comum com o Brasil. Somos muito emotivos, também", disse Djokovic, ao microfone para todo o ginásio, logo após a partida.

"Não sei como agradecer ao Djokovic por isso", retribuiu Guga, que também falou todos os presentes no Maracanãzinho. "Ele tem noção do impacto que tem como pessoa, é um cara especial, e vem vencendo a todos. Obrigado a todos, não imaginava que pudesse sentir algo igual ao que vivi hoje (sábado), desenhando este coração", completou o brasileiro, que desenhou um coração em quadra, gesto famoso após vitória em Roland Garros, para retribuir o carinho dos fãs.

Notícias relacionadas
Tudo o que sabemos sobre:
tênisGustavo KuertenNovak Djokovic

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.