CARL DE SOUZA / AFP
CARL DE SOUZA / AFP

Carlos Alcaraz conquista o Rio Open e se torna o mais jovem campeão de um ATP 500

Tenista espanhol de 18 anos supera argentino Diego Schwartzman e fatura principal torneio da América Latina

Redação, Estadão Conteúdo

20 de fevereiro de 2022 | 20h45

A galeria de campeões do Rio Open tem um novo integrante. O jovem prodígio Carlos Alcaraz não deu chances para o argentino Diego Schwartzman na decisão deste domingo e, aos 18 anos, fez história no principal torneio da América Latina. Com triunfo por 6/4 e 6/2, o espanhol festejou sua primeira grande conquista no tênis.

Alcaraz ganhou sua primeira partida no circuito justamente no Rio Open, em 2020, quando tinha somente 16 anos. Mais maduro, voltou à cidade maravilhosa prometendo fazer história e cumpriu suas palavras, se convertendo no tenista mais jovem a ganhar um título de ATP 500.

"Um torneio espetacular, que vale a pena vir e estou certo de que desfrutarei deste torneio por muitos anos", afirmou o jovem campeão. Com o título, Alcaraz já vai figurar no Top 20 da ATP em lista que será divulgada nesta segunda-feira. O garoto é visto na categoria como muito promissor e candidato forte para brigar pelo topo do ranking daqui alguns anos com a aproximação da aposentadoria dos veteranos Novak Djokovic e Rafael Nadal.

"Não tenho palavras para descrever tudo o que vivi aqui desde a primeira partida, me senti em casa com o apoio do público", enfatizou o espanhol, que se ajoelhou com o rosto no chão de terra batida para comemorar a conquista.

Alcaraz começou a decisão contra Schwartzman, cabeça de chave 3, levando um susto. O argentino quebrou seu serviço no segundo game, o que poderia criar enorme pressão sobre o garoto. Mas a resposta veio imediatamente, com a devolução da quebra. Sacando bem e não sofrendo, o espanhol trocou games até 4 a 4, momento em que voltou a quebrar o saque do argentino. Fechou a parcial por 6/4 no segundo set point.

O segundo set começou de maneira maluca, com três quebras seguidas. Apoiado pela torcida, Alcaraz abriu logo 5 a 1. Schwartzman ainda fez mais um ponto, mas a festa foi mesmo do espanhol, que não desperdiçou o primeiro match point e fechou a decisão com 6/2 após 1h28.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.