CBT ainda sob ameaça de intervenção

A Confederação Brasileira de Tênis (CBT) continua sob ameaça de intervenção. A Justiça já teria, inclusive, nomeado Rodrigo Oliveira para novo administrador da entidade - com salário de R$ 10 mil mensais, ele ficaria nesta função até a realização de nova eleição. Mas a decisão judicial sobre o caso só deve ser anunciada na próxima segunda-feira, caso o atual presidente da CBT, Jorge Lacerda Rosa, não encontre uma forma de anular esta ação.

Agencia Estado,

29 Abril 2005 | 16h51

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.