CBT dá prazo até amanhã para tenistas

O presidente da Confederação Brasileira de Tênis (CBT), Nelson Nastás, deu prazo até as 15 horas desta quinta-feira para que os principais tenistas do País se pronunciem sobre a participação na Copa Davis. Insatisfeitos com a administração da entidade, Gustavo Kuerten, Flávio Saretta, Ricardo Mello e André Sá decidiram boicotar o confronto com o Paraguai, entre os dias 9 e 11 de abril.Pressionado pelos jogadores e também pela oposição à sua administração, Nastás antecipou as eleições na CBT e prometeu sair do cargo em maio. Mas isso não convenceu Guga, Saretta e companhia, que mantiveram o boicote.Agora, Nastás diz que a situação chegou ao limite. ?Não dá mais para esperar. Apesar do prazo de inscrição dos jogadores expirar no próximo dia 30, a ITF está nos cobrando uma posição, já que até agora não conseguimos nem confirmar o local do confronto (marcado, a princípio, para a Costa do Sauípe)?, explicou o dirigente.Além dos quatro jogadores titulares, o Brasil está sem técnico na Davis, desde a saída de Jaime Oncins, que tinha entrado no lugar de Ricardo Acioly, em mudança que desencadeou toda essa crise. ?Não entendo o silêncio deles. Já fiz tudo o que tinha que ser feito. A autonomia é toda deles. Não é a mim que eles estão atacando. Estão sim é prejudicando o tênis brasileiro?, afirmou Nastás, que promete, caso o boicote seja mantido, convocar já nesta quarta-feira a nova equipe.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.