CBT procura ITF para esclarecimento

O novo presidente da Confederação Brasileira de Tênis (CBT), Jorge Lacerda Rosa, decidiu encontrar pessoalmente o presidente da Federação Internacional de Tênis (ITF), o italiano Francesco Ricci Bitti, para tentar resolver os problemas do Brasil na Copa Davis. A equipe do País corre o risco até de ser impedida de enfrentar a Colômbia, de 4 a 6 de março, em Bogotá, por causa das dívidas da entidade."Há muita coisa para ser discutida com Ricci Bitti", disse Jorge Lacerda Rosa. "A ITF disse que irá repassar um porcentual da venda dos direitos de transmissão dos jogos feita com o SporTV. Mas de quanto será este porcentual? Nós sequer temos conhecimento de como o negócio foi fechado." O presidente da CBT quer, inclusive, esclarecer essa situação do confronto com a Colômbia. "O Ricci Bitti disse que o Brasil poderia jogar, mesmo com a dívida sendo negociada. Mas quero ter certeza disso, com um documento que nos evite qualquer surpresa de última hora."Sem os recursos provenientes das transmissões por TV da Davis - agora negociados diretamente pela ITF -, a CBT vive praticamente apenas de pagamentos de anuidades de filiados e de inscrições de jogadores em torneios. Muito pouco para garantir a saúde financeira da entidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.