CBT tenta novo acordo na Davis

A Confederação Brasileira de Tênis (CBT) espera dar sua cartada final na tentativa de contornar a enorme crise na equipe da Copa Davis. Com o boicote dos tenistas e a forte pressão para o presidente Nelson Nastas renunciar, a solução foi buscar um outro acordo. O dirigente estaria disposto a realizar novas eleições na entidade, já em julho, e se comprometeria a não concorrer a outro mandato. Com isso, Nastas estaria praticamente deixando a presidência da CBT, o que era uma exigência dos jogadores para participar da Copa Davis. A questão é que não se sabe se o dirigente elegeria um sucessor ou ficaria definitivamente afastado. O importante é que a CBT está buscando um novo acordo para tentar realizar a Copa Davis, mas embora os jogadores estejam sendo consultados, nenhum deles até agora se manifestou. Segundo comentários, Nastas inclusive já estaria pensando em anunciar o nome do novo treinador nestes próximos dias. Em Indian Wells, Gustavo Kuerten não falou sobre Copa Davis. Esta concentrado em seus treinamentos com o técnico Larri Passos e só ficou contente com a notícia de que está concorrendo ao prêmio de melhores do ano de 2003 da Associação dos Tenistas Profissionais (ATP). Guga concorre em duas categorias: a de melhor retorno ao circuito, reservado aos tenistas que se contundiram seriamente e voltaram em grande forma e também no "preferido dos fãs", prêmio que já ganhou em 2000. Na categoria "melhor volta ao circuito", Guga foi indicado pelo fato de ter conquistado dois títulos no ano passado, em Auckland e São Petersburgo, depois de ter passado por cirurgia no quadril em fevereiro de 2002. Ao lado do brasileiro concorrem ainda a este prêmio o australiano Mark Philippoussis, o romeno Andrei Pavel e o russo Dmitry Tursunov. Entre "o preferido do fãs", a concorrência é bem mais acirrada. Estão na lista, ao lado do brasileiros, jogadores como André Agassi, Andy Roddick, Roger Federer, Marat Safin entre outros carismáticos do tênis internacional. Em Indian Wells, Federer avançou mais uma rodada, ao superar o chileno Fernando González por 6/3 e 6/1; Andy Roddick ganhou de Marat Safin por 7/6(6) e 6/2; Guillermo Coria de Max Mirnyi por 6/4 e 7/5; Andre Agassi de Dominik Hrbaty por 6/2 e 6/4; Juan Ignacio Chela de Lleyton Hewitt por 6/3, 4/6 e 6/1; Tim Henman de Alex Corretja por 6/4 e 6/4; (1). No feminino, Justine Henin-Hardenne ganhou de Marta Marrero por 6/1 e 6/2; Svetlana Kuznetsova de Alicia Molik por 3/6, 7/6(6) e 6/2; e no jogo das revelações Maria Sharapova superou Sesil Karatancheva por 3/6, 6/3 e 6/2.

Agencia Estado,

16 de março de 2004 | 18h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.