Checos vencem Argentina e vão à final da Copa Davis

Sem poder contar com Juan Martín del Potro, a Argentina não resistiu à República Checa neste domingo e foi eliminada na semifinal da Copa Davis. Os checos se garantiram na final com a vitória de Tomas Berdych sobre Carlos Berlocq por 3 sets a 0, com parciais de 6/3, 6/3 e 6/4, em 2h45min.

AE, Agência Estado

16 de setembro de 2012 | 14h45

O triunfo de Berdych no saibro de Buenos Aires garantiu a vitória dos checos por 3 a 1 na série melhor-de-cinco partidas. Na decisão, entre os dias 16 e 18 de novembro, eles terão pela frente a Espanha, que despachou os Estados Unidos neste domingo.

Atuais campeões, os espanhóis entrarão no duelo como favoritos. A equipe busca seu sexto título na Davis, o quarto nos últimos cinco anos. Para tanto, deverá contar com o retorno de Rafael Nadal, atual número quatro do mundo.

No quarto jogo da semifinal contra a Argentina, Berdych não teve maiores problemas para derrotar Berlocq, substituto de Del Potro, com lesão no punho. O checo dominou o jogo desde o início, com bom aproveitamento no primeiro serviço e 46 bolas vencedoras.

Berdych já havia derrotado Juan Monaco na sexta. No sábado, jogando ao lado de Radek Stepanek, venceu o mesmo Berlocq e Eduardo Schwank na partida de duplas. O único ponto da Argentina foi conquistado por Del Potro no triunfo sobre Stepanek, na sexta.

REPESCAGEM - O último classificado ao Grupo Mundial da Davis foi definido nesta tarde, com a terceira vitória do Canadá sobre a África do Sul. Milos Raonic venceu Izak Van der Merwe por 3 sets a 0, com parciais de 6/2, 6/2 e 6/4, e assegurou a vaga canadense na elite do tênis mundial.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.