Chuva cancela rodada no Brasil Open

Mais uma vez, o mau tempo frustrou o bom público que foi nesta terça-feira ao completo tenístico da Costa do Sauípe para acompanhar o Brasil Open 2003. A rodada, iniciada às 12h45, não durou mais do que 45 minutos. A partir daí, a chuva voltou a cair fortemente, impedindo que os quatro jogos em andamento pudessem ser encerrados, e adiou os outros nove duelos previstos pela primeira rodada, incluindo as estréias de Gustavo Kuerten, Flávio Saretta e André Sá. Depois de dois dias de torneio, apenas três jogadores avançaram para as oitavas-de-final: o australiano Wesley Moodie e o norte-americano Paul Goldstein conseguiram completar suas partidas na segunda-feira e o paraguaio Ramón Delgado foi beneficiado pela desistência do argentino Mariano Puerta, que perdia por 3/6 e 1/5 na segunda e decidiu não continuar a partida nesta terça. No momento da interrupção dos jogos, dois brasileiros estavam se saindo bem. O gaúcho Franco Ferreiro surpreendia o dinamarquês Kenneth Carlson, cabeça 8, por 6/4 e 0/2, e o paulista Júlio Silva virou o placar e tinha vantagem de 6/5 e saque a favor sobre o austríaco Werner Eschauer. Nas outras quadras, o colombiano Michael Quintero vencia o chileno Hermes Gamonal, por 6/5, e o norte-americano Brian Vahaly derrotava o argentino Gastón Etlis, 6/1 e 1/ 2. Com essa situação inesperada, a quarta-feira terá novamente uma programação ampla, com jogos de simples e duplas. A rodada terá início às 11 horas e pretende completar toda a primeira rodada de simples, com 13 jogos, e ainda realizar duelos pela primeira rodada de duplas. Apesar do transtorno, a situação está longe de ser preocupante. Afinal, será possível completar a primeira rodada nesta quarta, realizar os oito jogos de oitavas-de-final na quinta e chegar às quartas-de-final na sexta, conforme a programação original.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.