Cilic supera Dimitrov de virada e será rival de Murray na final em Cincinnati

De virada, o croata Marin Cilic se classificou nesta madrugada para a decisão do Masters 1000 de Cincinnati, nos Estados Unidos. Em jogo que chegou a ser interrompido pela chuva e durou 2 horas e 23 minutos, o número 14 do mundo superou o búlgaro Grigor Dimitrov, o 34º colocado no ranking da ATP, por 2 sets a 1, com parciais de 4/6, 6/3 e 7/5, em 2 horas e 23 minutos.

Estadão Conteúdo

21 Agosto 2016 | 08h02

Campeão do US Open de 2014 e dono de mais 13 títulos na sua carreira, Cilic ainda busca a sua primeira conquista em um Masters 1000. E será isso o que o croata vai tentar garantir neste domingo, a partir das 17 horas (de Brasília), diante de Andy Murray.

A tarefa, porém, não será fácil. O britânico e número 2 do mundo vem embalado por uma sequência de três títulos - Torneio de Queen's, Wimbledon e Olimpíada - e 22 vitórias, sendo a última delas diante do canadense Milos Raonic, na noite de sábado, o que garantiu a sua presença na decisão em Cincinnati. E o britânico chega com ampla vantagem no confronto direto com 11 vitórias e apenas duas derrotas para Cilic.

Nesta madrugada, o duelo entre Cilic e Dimitrov precisou ser interrompido pela chuva logo no seu segundo game. Na retomada, o búlgaro venceu o primeiro set, mas levou o troco na sequência. Na terceira parcial, Dimitrov chegou a abrir 4/2, mas permitiu a virada de Cilic. Assim, o croata se classificou para a decisão em Cincinnati e também assegurou presença no Top 10 do ranking da ATP na atualização da próxima segunda-feira. Agora vai buscar a inédita conquista de um Masters 1000.

Mais conteúdo sobre:
ATP Andy Murray Queen Wimbledon Tênis

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.