DGW Comunicação
DGW Comunicação

Clezar 'fura' qualifying do Brasil Open e estreia nesta segunda contra argentino

Primeiro rival do brasileiro será Guido Pella, 163º colocado no ranking

Estadao Conteudo

26 Fevereiro 2017 | 20h30

O tênis do País ganhou, neste domingo, mais um representante na chave de simples do Brasil Open. Número 284 do mundo, Guilherme Clezar "furou" o qualifying e obteve a sua classificação ao torneio ao derrotar o belga Arthur De Greef, o 138º colocado no ranking da ATP, por 2 sets a 0, com parciais de 7/5 6/0.

"Foi um jogo duro. O primeiro set foi disputadíssimo. Tive muitas chances de break point mas só conseguir quebrar no 5/5, mas eu estava sacando bem e ele não conseguia fazer muito no meu saque", analisou.

Clezar, aliás, será uma das atrações desta segunda-feira no Brasil Open, ATP 250 disputado em quadras de saibro no Pinheiros. Ele vai estrear diante do argentino Guido Pella, o 163º colocado no ranking.

"Tanto na chave quanto no quali, não tinha jogo fácil. Joguei bons jogos aqui, então vou manter essa pegada aqui para fazer um bom jogo", afirmou Clezar, que perdeu quatro dos cinco duelos que fez com Pella e agora vai encará-lo no segundo jogo do dia na quadra 1.

Orlando Luz, de 19 anos e número 541 do mundo, vai abrir a rodada noturna a partir das 18h30, em duelo com o português Gastão Elias (86º). Esta será a sua primeira partida na chave principal de um torneio da ATP.

"Estou treinando com todos os jogadores possíveis para pegar todo tipo de bola, me sentindo confortável neste nível. Estou me sentindo bem, as condições estão muito boas, jogar com o Gastão vai ser duro, independentemente das condições, é sempre um jogo duro, ele joga muito bem. Espero fazer um bom começo de jogo para poder estar lutando e ter chances", afirmou.

Na chave de duplas, haverá duas partidas com a presença de brasileiros. André Sá e Rogério Dutra Silva jogam não antes das 17 horas contra Thomaz Bellucci e Thiago Monteiro, enquanto João Souza, o Feijão, e Fabricio Neis encaram os argentinos Facundo Bagnis e Guillermo Duran no encerramento da programação na quadra central, não antes das 18h30.

Mais conteúdo sobre:
tênis Brasil Open

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.