site/Brasil Open
site/Brasil Open

Clezar perde de favorito espanhol e cai nas oitavas no Brasil Open

Albert Ramos-Viñolas, 22º do ranking, venceu o brasileiro, atual 225º, por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/4

Estadão Conteúdo

01 Março 2018 | 17h18

Mais um brasileiro se despediu da chave de simples do Brasil Open nesta quinta-feira. Guilherme Clezar exibiu bom desempenho no saibro do Ginásio do Ibirapuera, em São Paulo, mas não resistiu ao favoritismo do espanhol Albert Ramos-Viñolas. O 22º colocado do ranking venceu o brasileiro, atual 225º, por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 e 6/4.

+ Federer diz que só vai aposentar quando parar de ganhar

Cabeça de chave número 1 do torneio, de nível ATP 250, o tenista da Espanha fez valer a maior velocidade da bola na quadra indoor de São Paulo para disparar nada menos que 14 aces em apenas dois sets, no saibro. Ele ainda acertou 92% dos pontos quando jogou com o primeiro serviço.

Clezar, por sua vez, cravou quatro aces e não teve o mesmo desempenho no serviço. Com o fundamento mais vulnerável, acabou sofrendo duas quebras de saque, uma em cada set. Além disso, ele não conseguiu aproveitar os quatro break points cedidos por Ramos-Viñolas, que terminou a partida sem perder o seu serviço.

 

O brasileiro vinha embalado pela vitória sobre Thiago Monteiro na rodada de abertura do Brasil Open. Com o resultado desta quinta, ele encerra sua participação na gira sul-americana com apenas uma vitória em chave principal. No Rio Open, em Buenos Aires e em Quito, Clezar fora eliminado ainda na fase de qualifying.

 

Com a queda de Clezar, o Brasil tem agora apenas um representante vivo na chave de simples: Rogério Dutra Silva. Ele entrará em quadra ainda nesta quinta, pelas oitavas de final, para enfrentar o argentino Nicolas Kicker.

 

Ramos-Viñolas, por sua vez, avançou às quartas de final em São Paulo. Na sequência, ele vai enfrentar o chileno Nicolas Jarry, grande surpresa desta gira de saibro sul-americana. Após chegar às quartas de final em Quito e às semifinais no Rio Open - perdeu para o argentino Diego Schwartzman, que ficaria com o título -, o tenista de 22 anos garantiu seu lugar nas quartas do Brasil Open ao superar o argentino Guido Pella.

 

Jarry, que está apenas começando a se aventurar nos torneios de nível ATP, despachou o argentino pelo placar de 2 sets a 1, com parciais de 6/7 (2/7), 6/4 e 7/6 (7/2). Agora terá seu maior desafio pela frente no saibro do Ibirapuera.

Mais conteúdo sobre:
tênis Brasil Open Guilherme Clezar

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.