Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE
Rob Griffith/AP
Rob Griffith/AP

Clijsters vence Na Li na decisão e é campeã do Aberto da Austrália

Belga fatura o quarto Grand Slam da carreira ao bater a chinesa por 2 a 1, com 3/6, 6/3 e 6/3

AE, Agência Estado

29 de janeiro de 2011 | 09h56

MELBOURNE - Kim Clijsters conquistou o título do Aberto da Austrália ao vencer na decisão a chinesa Na Li por 2 sets a 1, com parciais de 3/6, 6/3 e 6/3, neste sábado, em Melbourne. O resultado garantiu à belga o quarto Grand Slam de sua carreira e a volta à vice-liderança do ranking da WTA, que estava nas mãos da russa Vera Zvonareva.

O triunfo deste sábado também simbolizou a grande fase de Clijsters desde que retornou às quadras, em 2009, depois de uma afastamento de dois anos. Desde então, a ex-número um do mundo perdeu apenas dois de 29 jogos de Grand Slam e ganhou oito de nove finais disputadas. Seu único vice-campeonato nesse período foi no Torneio de Sydney, há três semanas, em que, coincidentemente, perdeu para Na Li na decisão.

Esse também foi o primeiro Grand Slam conquistado pela belga fora de Nova York - ela é tricampeã do Aberto dos Estados Unidos. Clijsters havia disputado uma vez a final do Aberto da Austrália, em 2004, quando perdeu a decisão para a compatriota Justine Henin. Ao todo, ela já soma 41 títulos na carreira, ficando a cinco da recordista Steffi Graf.

Na Li, por sua vez, perdeu a chance de se tornar a tenista mais velha a conquistar o Aberto da Austrália. Ao menos, a chinesa, de 28 anos e 11 meses, subirá da 11ª para a sétima colocação no ranking mundial na próxima semana.

Clijsters começou bem a final deste sábado e ganhou os primeiros oito pontos do jogo. Conseguiu uma quebra, mas aos poucos permitiu a grande reação de Na Li, que conseguiu fechar em 6/3 e impôs à belga seu primeiro set perdido na competição.

Na segunda parcial, as duas tenistas alternaram quebras de saque, mas Clijsters foi mais eficiente nos momentos decisivos. Conseguiu uma vantagem no sétimo game e fechou em 6/3.

Com a confiança em alta, belga abriu 2 a 0 no terceiro set, ainda que abusando das duplas faltas, e não teve dificuldade para fechar o jogo em novo 6/3.

Veja também:

link'Não me ensinem a jogar tênis,' diz Li aos torcedores chineses

linkAgora sou a 'Kim australiana', diz a campeã Clijsters

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.